BESSA GRILL
Início » Notícias » Polícia intensifica diligências visando prender policial que matou engenheiro no Privê

Polícia intensifica diligências visando prender policial que matou engenheiro no Privê

o assassinato aconteceu na tarde dessa sexta-feira(26) no condomínio de luxo Privê no Cabo Branco.

27/12/2013 10:33

Em um trabalho conjunto entre as Policias Civil, Militar e Rodoviária Federal, as diligências foram intensificadas com o objetivo de localizar prender o patrulheiro Mozart Ribeiro, principal suspeito de ter alvejado o engenheiro Osvaldo Neiva Filho,que em decorrência da agressão veio a falecer em um os Hospitais de João Pessoa.

Várias testemunhas foram arroladas para serem ouvidas na  Delegacia de Crimes Contra Pessoa. Há comentários de que o criminoso esteja homiziado em residências de parentes e que através de seu advogado tenha mantido contato com a polícia anunciando sua presentação espontânea para se descaracterizar o flagrante, as informações não foram confirmadas nem desmentidas pela polícia.

O CRIME

Um empresário do ramo da construção civil identificado como Oswaldo Neiva Filho, 75 anos, foi assassinado a tiros dentro de casa no condomínio de luxo Residencial Cabo Branco Privê, localizado numa das áreas mais nobres da Capital paraibana. O acusado pelo crime é um agente da Policia Rodoviária Federal, que também mora no condomínio. O fato ocorreu na tarde de ontem, sexta-feira( 26 ), após acirrada discussão entre acusado e vitima.

De acordo com as informações policiais, os dois vizinho discutiram por conta de regras de segurança do condomínio. Em seguida, a vítima foi para casa e estava deitado quando foi surpreendido pelo agente da PRF de arma em punho. O acusado disparou três vezes contra o engenheiro na frente do filho dele.

Oswaldo ainda foi socorrido para um hospital particular da capital, mas morreu horas depois.

Poliicial da PRF que matou empresárioFoto: Mozart Ribeiro (acusado), continua foragido.