BESSA GRILL
Início » Notícias » Polícia acredita que morte de garoto em Sumé foi ritual de magia negra

Polícia acredita que morte de garoto em Sumé foi ritual de magia negra

O garoto estava desaparecido desde o último domingo (11) e na manhã desta terça-feira (13), foi encontrado pelo padrasto conhecido como "Daniel", em um matagal próximo à cidade de Sumé, no Cariri paraibano.

14/10/2015 06:38

DPXCPUV-1A Polícia Civil da Paraíba, por meio da Delegacia Municipal de Sumé, a 267 quilômetros de João Pessoa, está investigando o caso de um menino de cinco anos que foi encontrado morto na manhã desta terça-feira, (13), apresentando lesões na cabeça e com o corpo aberto do pescoço até a altura da virilha. Segundo o delegado João Joaldo Ferreira, titular da Delegacia Seccional de Monteiro, região que responde pela área onde ocorreu o fato, a criança também teve o órgão genital extraído.

 

“A Polícia já tem quatro suspeitos de terem participado do crime e uma força-tarefa está sendo realizada pelas Polícias Civil e Militar para chegar aos envolvidos. Tudo indica que o caso tenha a ver com rituais de magia negra. O inquérito policial já foi instaurado e estamos ouvindo pessoas ligadas à família, além de moradores da região. Também estamos aguardando o resultado da perícia para chegarmos a uma conclusão sobre o caso”, disse o delegado João Joaldo Ferreira.

 

O garoto estava desaparecido desde o último domingo (11) e na manhã desta terça-feira (13), foi encontrado pelo padrasto conhecido como “Daniel”, em um matagal próximo à cidade de Sumé, no Cariri paraibano. De acordo com a versão do padrasto, ele saiu logo cedo para procurar o garoto e, ao perguntar a uma pessoa conhecida, foi informado que uma criança teria sido encontrada no matagal. Ao chegar ao local, se deparou com o enteado morto em uma vala e com o corpo totalmente aberto.

www.reporteriedoferreira.com