BESSA GRILL
Início » Nacionais » PMs presos no RJ em operações contra corrupção são soltos

PMs presos no RJ em operações contra corrupção são soltos

Ex-comandante do 17º BPM e ex-chefe do COE estão entre os libertados. Entre setembro e outubro, 42 PMs foram presos por atos de corrupção.

20/12/2014 18:56

 

fontenelleO coronel Alexandre Fontenelle Ribeiro de Oliveira
foi um dos detidos na operação que investigou
cobranças de propina (Foto: Reprodução/TV Globo)

 

Mais de 20 policiais militares que foram presos acusados de corrupção no Rio de Janeiro tiveram a liberdade concedida pela Justiça Militar e foram soltos na sexta-feira (19). Segundo informou a Polícia Militar neste sábado (20), entre os 26 beneficiados por habeas corpus estão o tenente-coronel Dayzer Corpas Maciel, que comandava o 17ª BPM (Ilha do Governador) e o ex-comandante de Operações Especiais da PM, coronel Alexandre Fontenelle. Em duas operações distintas, coordenadas pelo Ministério Público,42 PMs foram presos entre setembro e outubro.

O coronel Fontenelle estava entre os policiais presos na operação Amigos S.A., que revelou um grande esquema de cobrança de propinas a comerciantes, mototaxistas, motoristas e cooperativas de vans, além de empresas transportadoras de cargas na área do 14º BPM (Bangu).

Já o tenente-coronel Dayzer Corpas Maciel foi alvo da operação Ave de Rapina, que levou 16 PMs para a prisão. Todos foram acusados de extorquir dinheiro de traficantes da Ilha do Governador. As investigações apontaram que os policiais chegaram a sequestrar traficantes e exigir resgate de R$ 300 mil, além de vender a criminosos armas apreendidas em ações policiais.

Quatro dos 16 PMs presos na operação Ave de Rapina tiveram a prisão preventiva revogada na sexta- pela juíza Ana Paula Monte Figueiredo. A magistrada considerou que a liberdade dos acusados não compromete a ordem pública. No entanto, determinou que os quatro permaneçam afastados de suas funções públicos até o término do processo judicial.

Os 19 PMs envolvidos na operação Amigos S.A. que permaneciam presos foram beneficiados por um habeas corpus concedido na quinta-feira (18). O habeas corpus havia sido solicitado por cinco réus do caso, entre eles o coronel Fontenelle, e a concessão da liberdade foi estendida pela Justiça aos demais acusados.

Estes são os PM soltos:

Alexandre Fontenelle Ribeiro de Oliveira, coronel
Carlos Alexandre de Jesus Lucas, major
Edson A. Pinto de Góes, major
Nilton João dos Prazeres Neto, major
Walter Colchone Neto, capitão
Erani Detrano Junior, subtenente
Lucio Benício Ferreira, subtenente
Antônio Carlos Alves, subtenente
Williame Jeferson Ferreira Bicego, primeiro sargento
Rafhael Renan Costa Pontes, primeiro sargento
Marcelo Valim dos Santos, segundo sargento
André L. Cardoso Pereira, segundo sargento
Marco Aurélio Botelho da Silva, terceiro sargento
Cleber Roberto Barroso da Conceição, terceiro sargento
Eduardo Silveira Alexandria, terceiro sargento
Jeferson Carlos Rocha Alves, terceiro sargento
Anderson de Lima Santos, terceiro sargento
Wagner Borges, terceiro sargento
Marcos A. dos Santos, terceiro sargento
Leonardo Rocha Figueiredo de Mello, cabo
Jefferson Machado de Souza Campos, cabo
André Luiz Cesário de Jesus, cabo
Dayzer Corpas Maciel, coronel
José Luiz Ferreira da Penha, subtenente
Márcio da Silva Figueiredo, terceiro sargento
Luiz Carlos da Penha Junior, cabo

 

www.reporteriedoferreira.com Por G1