BESSA GRILL
Início » Notícias » Plantão Policial: Jovem é assassinado a tiros em Mangabeira VIII

Plantão Policial: Jovem é assassinado a tiros em Mangabeira VIII

plantão policial da noite de quinta-feira(13) e madrugada de sexta(14)

14/12/2012 02:51

 

 

Francimar da Lima Teófilo, 19 anos, foi assassinado com tiros nas costas, na tarde desta quinta-feira (13), na Comunidade Patrícia Tomadas, no bairro de Mangabeira VIII, em João Pessoa, por um rapaz conhecido como Igor. De acordo com sargento Flutuoso, o nome do suspeito foi dado pela vítima, que ainda agonizava quando a polícia chegou ao local.

O comandante do 5º BPM, Lima Delgado, ordenou as buscas para procurar e prender o assassino. Ainda de acordo com policiais, Igor é acusado de ter cometido outros homicídio pela área do bairro.

Não há provas e nem informações, que Francimar tem envolvimento com drogas, mas a polícia não descarta que o motivo do crime seja um acerto de contas.

A perícia será realizada no local do assassinato. Logo depois, o corpo será encaminhado para a Gerência Executiva de Medicina e Odontologia Legal (Gemol), no Cristo Redentor, onde ficará disponível para família.

 Ex-presidiário é preso acusado de invadir residência para olhar mulher nuaNego Lu já cumpriu pena por assalto

O ex-presidiário Janildo da Silva Oliveira, conhecido como Nego Lu, 33 anos, foi preso pela Polícia Militar, na noite, por voltas da 19h30, da última quarta-feira (12). Ele é acusado de invasão de domicilio, no município de Pombal, no Sertão Paraibano.

De acordo com informações da dona de casa, Maria do Socorro Freira, 49 anos, Nego Lu pelou o muro da sua residência para olhá-la tomando banho. Ela ainda disse que quando percebeu que havia alguém a espiando, saiu do banheiro, – que fica do lado de fora da casa – sem roupa, e entrou na sala para chamar a polícia.

Quando a Polícia chegou ao local, interrogaram a vítima, colheram algumas características do suspeito e chegaram ao acusado, através dos detalhes do short que ele usava.

Nego Lu estava na sua casa, no bairro de Pereiros, e se assustou com a abordagem policial. Ele foi encaminhado até a delegacia, onde foi ouvido pelo delegado Francisco Abrantes. Mas logo em seguida, foi liberado, já que invasão a domicílio é um crime de menor potencial.

Segundo a Polícia, o acusado já cumpriu pena por assalto e estava solta há cerca de 15 dias, graças ao “Mutirão” realizado pela Justiça local.