BESSA GRILL
Início » Notícias » PLANTÃO POLICIAL: Homem faz esposa e a filha de 4 anos como reféns no Colinas

PLANTÃO POLICIAL: Homem faz esposa e a filha de 4 anos como reféns no Colinas

31/12/2012 00:37

Um homem armado com uma faca fez a mulher dele e sua filha, uma menina de 4 anos de idade, de refém em sua própria residência no bairro Colinas do Sul em João Pessoa desde 14h deste domingo (30). Gate, Bope, Polícia Ambiental e ambulâncias do resgate do Corpo de Bombeiro e Samu estão no local.

No início da tarde deste domingo o acusado (pai da criança) surtou quebrando as coisas de dentro da residência. Ele sofre de depressão. Quando parentes e vizinhos chamaram a polícia ele pegou uma faca de 10 polegadas e fez sua família refém. De acordo com o comandante do Gate (Grupo de Ações Táticas Especiais), capitão Bisneto, o acusado mantém a criança no colo com uma faca na barriga dela.

O comandante do Gate está negociando com o acusado para que liberem a criança e a mulher em segurança.

ADOLESCENTE É EXECUTADO COM DOIS TIROS NA CABEÇA

Um jovem aparentando ter entre 15 e 17 anos, foi encontrado morto na manhã deste domingo (30), na ladeira da Rua José Gomes da Silveira, no bairro do Cristo.
A vitima que não foi identificada estava morto ao lado de uma motocicleta Shineray, na ladeira sentido Cruz das Armas Cristo.
Segundo levantamento feito pela perita criminal Soraia Ribeiro, o jovem foi morto com dois tiros na cabeça na altura da nuca.
O adolescente trajava camiseta azul clara e calça branca e estava numa moto Shineray que foi recolhida pelos policiais da Delegacia de Homicídios.

 

Outro Crime

Já na comunidade do S no bairro do Roger, o presidiário Marcelo Queiroz Alves, 23 anos, foi assassinado por desconhecidos com um tiro na costa.
Marcelo era presidiário, e foi beneficiado com o indulto de natal. Ele foi morto na Rua Severino José do Nascimento.
A autoria dos dois homicídios ainda é desconhecida. Os dois corpos foram levados para a Gerência Executiva de Medicina e Odontologia Legal – GEMOL.

Motorista teria colocado llixo na frente da casa do acusado que não gostou

A colocação de um lixo na frente de uma residência acabou em assassinato. O motorista Fábio de Lima Pereira de Morais, 37 anos, que residia na avenida Assis Chateaubriand, bairro da Liberdade, em Campina Grande, foi morto a tiros no final da manhã deste domingo, 30.

Segundo consta de informações colhidas pela polícia, passava das 11h30 quando o Copom do 2º Batalhão da PM, recebeu a informação de que um homem havia sido baleado e havia sido socorrido por terceiro, mas faleceu quando chegava no posto do Samu, na avenida Almeida Barreto.

O assassinato está sendo atribuído a Felix Estevão Barros, 24 anos, morador da rua Piauí, bairro da Liberdade, que conseguiu fugir numa moto Honda Pop, de cor preta e vestia uma camisa com a logomarca da RedeFarma.

A polícia tomou conhecimento que ontem (sábado) a vítima teria colocado um lixo próxima residência de Felix Estevão que hoje foi tomar satisfação, já armado e ao encontrar o motorista efetuou os disparos que foram fatais. No local do crime a polícia encontrou um revólver calibre 32, da marca INA. Até o início da noite o acusado não havia sido localizado.

Fonte: Redação

 Aguinaldo Mota