BESSA GRILL
Início » Notícias » Plantão Policial: Bandidos promoveram terror em Restaurante,em João Pessoa

Plantão Policial: Bandidos promoveram terror em Restaurante,em João Pessoa

o vigia é execultado a tiros na Fazenda Varzea Nova e, nesta madrugada individuo invade residencia no Cristo ferindo pai e filha

20/12/2012 03:12

Um restaurante situado no bairro da Torre, na Capital , foi alvo dos bandidos na noite desta quarta-feira (19). Dois homens chegaram ao local e se passaram por clientes. Durante cerca de 40 minutos, a dupla fez alguns pedidos e depois anunciou o assalto. Segundo informações, ambos estavam armados e fizeram intempestivas ameaças as pessoas que encontravam-se no interior do recinto comercial, inclusive fregueses. Há quem diga que mais dois estabelecimentos similares foram assaltados pelos indivíduos, uma pessoa chegou a anotar os números do final das placas da Moto o3. Segundo a polícia, é possível que esse número esteja alterado com fital isolante.Os assaltantes fugiram em uma moto levando consigo a quantia de mil reais em espécie quatro litrosde whisky. A polícia foi acionada, realizou diligências, mas ninguém foi preso

ASSALTO A RESIDENCIA

Um individuo armado de faca-peixeira, aproximadamente 04h30 desta madrugada,  na rua Maria José Rique,no bairro do Cristo Redentor, próximo a Ceasa,um individuo não identificado pela polícia, armado de uma faca-peixeira invadiu a residencia, adentrou no quarto de uma jovem de 24 anos de idade(nome preservado) e anunciou o assalto. O pai da vitima, comerciante de pre-nome Antonio, acordou com os gritos da jovem e foi ao socorro da mesma e findou sendo ferido pelo individuo. Vizinhos acionaram a Polícia, que esteve no local. Uma ambulância do Samu, foi requisitada tendo prestado socorro as vitimas e depois as levado para o Hospital de Trauma. Do interior da casa, nada levaram.

VIGIA E ASSASSINADO A TIROS

Um vigia foi assassinado a tiros na noite desta quarta-feira (19), no Distrito de Várzea Nova em Santa Rita, na Região Metropolitana de João Pessoa. Os suspeitos de terem cometido o crime são três homens, que momentos antes do homicídio teriam chegado a localidade em um Celta preto.

Eronildo Aprigio de Lima, 20 anos, trabalhava de Vigia na Fazenda Rio Preto. De acordo com seu pai, ela não tinha envolvimento com drogas ou passagem pela polícia.

Uma testemunha informou na localidade, que antes de morrer, o vigilante estava conversando com o motorista alternativo que lhe informou que havia levado os três homens até um mangue, nas proximidades da fazenda.

Fonte: Redação

Agnaldo Mota