BESSA GRILL
Início » Notícias » Pesquisa divulga que das 155 candidaturas LGBT apenas um candidato concorre à prefeitura

Pesquisa divulga que das 155 candidaturas LGBT apenas um candidato concorre à prefeitura

Pesquisa feita pela ABGLT divulga que das 155 candidaturas LGBT apenas um candidato concorre à prefeitura; Saiba em qual município

14/09/2012 08:38

Números divulgados nessa quinta-feira (13) pela Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (ABGLT) dão conta de que 155 candidaturas LGBT se apresentam para o eleitorado nesta eleição. Porém, para assumir o cargo de prefeito, apenas um candidato concorre e a prefeitura é a de João Pessoa com Renan Palmeira do PSOL.

A cidade de João Pessoa foi a única a ter um candidato LGBT disputando o cargo de prefeito, enquanto os outros 154 candidatos tentam se eleger para as Câmaras de Vereadores. São 85 candidaturas de gays, 25 lésbicas, 24 transexuais, 16 travestis, 4 bissexuais e 1 drag queen.

Nessas eleições, os candidatos estão espalhados por 24 partidos e por 24 estados e todos eles trazem a pauta da diversidade sexual para o centro das discussões.

“Embora tenhamos feito essa lista de candidaturas LGBT e aliadas à causa LGBT com o objetivo de orientar o eleitorado LGBT, é importante que as pessoas procurem conhecer a história de luta e as propostas dos/das candidatos/as antes de votar neles. Não basta ser uma candidatura LGBT. A recomendação também é que não sejam candidaturas corporativistas voltadas apenas para a população LGBT, mas que ampliem para outras populações, assim como abranjam os temas sociais, como a saúde, educação e segurança pública”, argumenta o presidente da ABGLT, Tony Reis.

O estado com maior número de candidatos é a Bahia, com 34 postulantes, seguido por São Paulo (27), Minas Gerais (18) e Rio Grande do Sul (12). Entre os partidos, os que apresentam candidaturas assumidamente LGBT são PT (27), PSOL (19), PSB (15), PCdoB (134), PV (9), PSDB (6) e o Democratas (3).

Além desses candidatos, 43 concorrentes assinaram o Termo de Compromisso da campanha “Voto contra a homofobia, defendo a cidadania”, comprovando um avanço iniciado em 1996, quando oito ativistas gays participaram daquela disputa eleitoral.

Patricia Silva com informações do Terra