BESSA GRILL
Início » Notícias » PB já tem 11 pré-candidatos a deputados estaduais

PB já tem 11 pré-candidatos a deputados estaduais

Partidos já dispõem de nomes que pretendem disputar as eleições parlamentares do próximo ano

10/02/2013 16:47

XCDMLNK-1Se as eleições de 2014 fossem hoje, a concorrência para ocupar uma das 36 cadeiras da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) seria de 11 pré-candidatos por vaga. Para ser eleito deputado federal, cada concorrente teria que superar nove adversários, já que são 10 por vaga. A estimativa foi feita de acordo com os números de pré-candidatos informados pelos presidentes e líderes dos partidos.

No PT, o deputado Anísio Maia afirmou que podem ser candidatos a deputado estadual o secretário de Articulação Política de João Pessoa, Rodrigo Soares, a delegada do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) na Paraíba, Giucélia Figueiredo e o ex-deputado Jeová Campos. Anísio Maia e o deputado Frei Anastácio serão candidatos à reeleição.

O presidente do PT na Paraíba, Rodrigo Soares, disse que vão concorrer os atuais e ex-parlamentares. “Como soldado do PT, estou à disposição para me candidatar a governador, senador ou deputado, mas ainda vamos abrir esse debate”. O PT integra o bloco PP-PSC.

O presidente estadual do PP, o ex-deputado federal Enivaldo Ribeiro, disse que a sigla quer ter o maior número de candidatos. “Estamos procurando pessoas que têm condições de concorrer. Vamos ter candidatos do Curimataú, Sertão, Cariri, Brejo, João Pessoa e Campina Grande”, afirmou.

Segundo Enivaldo Ribeiro, a deputada estadual Daniella Ribeiro (PP) e o ministro Aguinaldo Ribeiro, que está licenciado do cargo de deputado federal, vão concorrer à reeleição. O presidente do PSC, o ex-deputado federal Marcondes Gadelha, afirmou que todos os atuais titulares serão candidatos à reeleição, inclusive o deputado estadual Guilherme Almeida, que assumiu a Secretaria de Agricultura de Campina Grande. “Todos os deputados são pré-candidatos, Guilherme Almeida, Carlos Batinga, Vituriano de Abreu e Arnaldo Monteiro. Assim como o deputado federal Leonardo Gadelha concorrerá mais uma vez ao cargo”.

Para Marcondes Gadelha, o PSC é protagonista no cenário político. “Quando assumi como presidente do PSC, havia apenas oito diretórios municipais. Agora existem 169. Esperamos completar o ano com 223. Temos quatro deputados estaduais, um federal e 10 prefeitos. Isso demonstra o fortalecimento para as eleições”.

PPS quer conquistar vaga de federal

Vice-presidente do PPS da Paraíba, o vereador Bruno Farias disse que o vice-prefeito de João Pessoa, Nonato Bandeira (PPS), pode ser candidato a deputado federal. “Nonato está recebendo fortes apelos de lideranças para que coloque o seu nome”, revelou. Segundo ele, para concorrer a deputado estadual, são lembrados os nomes do radialista Fabiano Gomes, o dele próprio Bruno Farias e o do ex-prefeito de Itaporanga Antônio Porcino.

“Não nos reunimos para avaliar o nosso quadro de pré-candidatos. Embora tenhamos nomes com musculatura política considerável, que tornam o partido muito atraente do ponto de vista eleitoral. Depois do carnaval, será construída de maneira efetiva uma dinâmica de discussão sobre 2014. O que posso garantir é que temos um conjunto de candidatos”, declarou Bruno Farias.

De acordo com a deputada Gilma Germano, que preside o diretório do PPS estadual, o partido quer lançar candidatos de todas as regiões. “Estamos na construção dos nomes. Vamos ouvir lideranças e ex-prefeitos que simpatizam com a disputa, para atingir todas as regiões paraibanas”.

O presidente do DEM no Estado, o secretário de Infraestrutura da Paraíba, Efraim Morais, acredita que o partido terá 20 candidatos a deputado estadual e seis a deputado federal. “São nomes para deputado estadual: Lindolfo Pires, João Henrique, Domiciano Cabral, Assis Quintans e Dinaldo Wanderley Filho. Para deputado federal, temos Efraim Filho e Major Fábio. Por enquanto, as nossas prioridades são organizar os diretórios municipais, promover a nova eleição da Executiva estadual e orientar as novas administrações”, disse.

O deputado estadual Tião Gomes (PSL) garantiu que o partido vai lançar candidatos. “Vamos repetir a aliança que fizemos com o PT do B na campanha para vereador. Teremos cinco candidatos a deputado federal e 27 para disputar uma vaga na Assembleia”.

PSB conta com 14 nomes para estadual

O presidente do PSB estadual, Edvaldo Rosas, afirmou que o PSB já tem 14 pré-candidatos a deputado estadual. Entre eles, a secretária de Comunicação do Estado, Estela Bezerra, o advogado Ricardo Sérvulo, o secretário executivo da Agricultura Familiar da Paraíba, Alexandre Eduardo de Araújo, o vereador Zezinho Botafogo, o secretário executivo das obras do PAC na Paraíba e superintendente da Suplan, Ricardo Barbosa, a suplente de vereadora de Campina Grande Ivonete Ludgério, o ex-deputado estadual Chico Lopes e os deputados Adriano Galdino e Léa Toscano. Edvaldo garantiu que é pré-candidato a deputado federal.

Para o ex-governador José Maranhão, presidente do PMDB estadual, é cedo para discutir as eleições de 2014. Apesar de ‘esconder o jogo’ sobre o número de candidatos, ele disse que todos os atuais deputados estaduais e federais vão concorrer à reeleição.  “Queremos ter o maior número possível de candidatos, mas ainda é cedo para debater isso. A definição vai depender das alianças que fizermos”, explicou.

São deputados federais pelo PMDB, Wilson Filho, Manoel Júnior, Hugo Motta, Nilda Gondim e Benjamin Maranhão. Os deputados estaduais são Gervásio Maia Filho, Trócolli Júnior, Raniery Paulino, Márcio Roberto, Olenka Maranhão, Iraê Lucena e Ivaldo Morais. São pré-candidatos a deputado estadual, o vereador Fernando Milanez (PMDB) e a ex-prefeita de Rio Tinto Magna Gerbasi (PMDB).

No PSDB, o deputado federal Ruy Carneiro, que preside a legenda no Estado, garante que concorrerá à reeleição. “Até outubro, teremos o número definido de pré-candidatos. Acredito que vamos ter entre 15 a 20 postulantes a deputado estadual e de 5 a 8 a deputado federal. Queremos candidatos competitivos. Estamos buscando novos filiados”. A vereadora de João Pessoa Eliza Virgínia (PSDB) já declarou que concorrerá a vaga de deputada estadual.

O presidente do PEN e da Assembleia Legislativa da Paraíba, o deputado Ricardo Marcelo, também acredita que está cedo para discutir as eleições de 2014. “O que posso dizer é que teremos novas filiações e disputaremos com força total as eleições do próximo ano”, enfatizou. Ricardo Marcelo é ‘cotado’ para disputar o Senado.

Psol deve lançar Renan

O presidente do PSOL na Paraíba, Fabiano Galdino, disse que o professor Renan Palmeira (PSOL) deve concorrer ao cargo de deputado estadual pelo partido. Renan foi candidato a prefeito de João Pessoa nas últimas eleições.

“Devemos ter 27 candidatos a deputado estadual e três a deputado federal. Estão credenciados a concorrer pelo partido Silvano Morais, Jota Cândido, Gildemar Pontes, José Silva e eu. Por ser tão jovem, Renan Palmeira não pode compor a chapa majoritária, mas a condição está colocada para ele ser candidato a deputado estadual”, afirmou Fabiano Galdino.

Segundo ele, a prioridade da sigla será eleger deputados estaduais. “Precisamos ter um porta voz no parlamento para discutir as nossas ideias. Queremos levar debates de qualidade para a Assembleia”.

A presidente do PMN na Paraíba, Lídia Moura, citou os pré-candidatos para concorrer a uma vaga na Assembleia: o vereador de Campina Grande Sargento Régis e o suplente Vavá Tomé, o ex-prefeito de Frei Martinho Francivaldo Santos de Araújo, os presidentes do PMN Marcelo Elias (Sousa) e José Ribeiro (Pombal), o vereador de Santo André João Batista, o médico Lúcio Flávio Araújo, que foi candidato a prefeito de Itabaiana nas últimas eleições, e Manoel Bezerra, também candidato a prefeito em Manaíra no último pleito.

Ludgério para a Câmara

O vice-governador Rômulo Gouveia, presidente do PSD na Paraíba, disse que o deputado estadual Manoel Ludgério (PSD) pode ser um dos candidatos a deputado federal pelo partido em 2014. “Não temos o levantamento de quantos filiados serão candidatos. A definição pode acontecer em março. Por enquanto, temos nomes como a vereadora Raíssa Lacerda, a deputada Eva Gouveia e o ex-vereador João Dantas para concorrer a deputado estadual. Manoel Ludgério é lembrado para deputado federal”.

Para o deputado Jutay Menezes (PRB), definir agora o número de pré-candidatos é prematuro.  “Estamos no segundo mês de 2013. Muitos nomes estão buscando o partido. O suplente de vereador Sales Dantas quer ser candidato a deputado federal. Alguns nomes não posso dizer. Teremos pelo menos dois candidatos a deputado estadual e cinco a federal”, explicou.

O deputado estadual Genival Matias (PT do B) disse que pode ser candidato a deputado federal. Já o vereador Marmuthe Cavalcanti (PT do B) pode concorrer a uma vaga na Assembleia. “O PT do B se tornou forte em 2012. Elegemos 46 vereadores, dois vice-prefeitos e quatro prefeitos. O partido vai se consolidar nas próximas eleições. Estamos buscando nomes. Há pessoas que vão se filiar ao partido no próximo mês, ex-deputados e ex-prefeitos. Certamente, estaremos fortalecidos”.

Chapa ainda indefinida

No PDT, o deputado federal Damião Feliciano explicou que a chapa ainda está sendo planejada. “Até outubro estaremos trabalhando com outros partidos”. O vereador de João Pessoa Raoni Mendes (PDT) pode ser candidato a deputado estadual. O presidente do PPL, Eugênio Falcão, disse que pode concorrer a uma vaga na Assembleia Legislativa. O deputado Doda de Tião será candidato a reeleição.  “A nossa pretensão é lançar 30 candidatos a deputado estadual e 20 a federal, mas a partir do momento que a gente se coligar com outros partidos, esses números podem aumentar ou diminuir. Depois do carnaval, vamos começar a articular novas filiações”.

A presidente do PRP na Paraíba, Maria Daluz, disse que o partido terá candidatos a deputado estadual e federal. “Após o carnaval, vamos intensificar a campanha de filiação e decidir se vamos montar chapa própria ou fazer alianças com outras legendas. Vamos priorizar os pré-candidatos que estão sem mandatos. Por enquanto, estamos trabalhando com nomes de vários municípios, como Nelson Gomes, Joia Germano, Aristel Chaves e eu”.

Lourdes Sarmento (PCO) afirmou que o partido lançará candidatos. “A princípio vamos ter candidatos a deputado estadual e federal. A orientação do partido é sempre lançar postulantes. Queremos que os trabalhadores se mobilizem durante o processo eleitoral. Quem tiver vontade de disputar, pode buscar o partido. Os critérios vão ser os que mais contribuíram com a sigla”.

Antônio Radical (PSTU) destacou que a intenção do partido é lançar candidatos de todas as esferas. “Trabalhamos na perspectiva de ampliar o pensamento socialista. Mas ainda vamos decidir as alianças que vamos ter. O número de candidatos depende muito disso”.

PTN deve sair com cinco

O presidente do PTN, Fábio Agra, disse que no próximo dia 25 o partido vai fazer a primeira reunião para discutir sobre as eleições de 2014. “Acredito que vamos ter cinco candidatos a deputado estadual e pelo menos um a federal. No dia 25, teremos a primeira reunião sobre as eleições de 2014 e começaremos a campanha de filiação. Faremos aliança com partidos menores, de preferência os que não tenham deputados estaduais”.

No PV, o presidente Dênis Soares explicou que o objetivo da sigla é lançar 20 candidatos a deputado estadual e 10 a federal. “Por enquanto temos 10 pré-candidatos a deputado estadual, e um a federal. Queremos montar lista própria de candidatos para deputados. Estamos nos preparando para começar a primeira reunião sobre 2014 depois do carnaval”.

Júlio Cézar Viana, do PHS, disse que o partido busca novos filiados. “Queremos fazer a chapa completa de candidatos. Até outubro vamos procurar novas filiações e decidir se a chapa será puro sangue ou não”.