BESSA GRILL
Início » Cidades » Orçamento 2013 prevê mais de 120.000 vagas para cargos públicos

Orçamento 2013 prevê mais de 120.000 vagas para cargos públicos

21/09/2012 13:00

O Senado recebeu, ontem, o Projeto da Lei Orçamentária Anual (PLOA) para 2013, com previsão de 124.757 vagas  para o ano que vem.  Dessas oportunidades,  63.075 são para cargos que serão criados e 61.682 em postos a serem ocupados por outros servidores. No que diz respeito ao Legislativo, o Tribunal de Contas da União deverá gerar 244 chances em 2013. No Executivo, o total chega a 103.285, de acordo com o texto.

Das 13.720 vagas que serão criadas e preenchidas no Poder Judiciário, 3.854 serão destinadas à Justiça Federal e 5.559 à Justiça do Trabalho. O Ministério Público da União (MPU) deverá criar e preencher, em 2013, 6.716 vagas, diz o texto da proposta. A previsão de gastos com a criação de cargos e substituição de terceirizados, segundo o Projeto de Lei Orçamentária 2013, é de R$ 2,6 bilhões.

Alex Mendes, professor da Academia do Concurso acredita que o mercado de concursos promete para o próximo ano, não somente pelo total de vagas previstas –  124.757 oportunidades – mas porque a Presidente Dilma vem tomando medidas para acelerar o crescimento, tais como, redução de impostos e aumento do gasto público. “Ao que tudo indica será um ano excelente para o candidato bem preparado.

No roteiro de dicas, o professor  inclui: um planejamento detalhado que inclua a área onde o candidato quer a vaga (tribunais, fiscal, policial, etc), análise das matérias básicas (Portugues, Redação, Direito Constitucional, Direito Administrativo) e demais matérias complementares; separação de uma boa bibliografia para cada disciplina; montagem de um horário de estudo a ser seguido a risca; separar as disciplinas por assunto a ser estudado e montar um cronograma de assimilação; realizar muitos exercícios ao final de cada capítulo para sedimentar o conhecimento.

Para Paula Parizotto, especialista do Instituto IOB, o ideal é começar a se preparar agora, direcionando o estudo para as disciplinas de Direito Constitucional e Direito Administrativo, que têm sido exigidas quase na totalidade dos concursos de todos os níveis. “Para os concursos de nível médio de um modo geral, costumam ser objeto de edital as disciplinas de Português, Raciocínio Lógico/Matemática, Informática e Atualidades”, ensina.

De acordo com a especialista do IOB, o aluno que inicia seu preparo antes da publicação do edital deixa para trás muita gente na hora da prova”, conclui.

 

 

 

 

do yahoo