BESSA GRILL
Início » Notícias » ‘Muriçocas do Miramar’ arrastam milhares de foliões em João Pessoa

‘Muriçocas do Miramar’ arrastam milhares de foliões em João Pessoa

Bloco trouxe Elba Ramalho como principal atração. A Banda 5 de Agosto foi homenageada pelas 'Muriçocas'

7/02/2013 07:08

Puxados por dez trios elértricos, uma multidão desceu a avenida Epitácio Pessoa em direção ao Busto de Tamandaré (Foto: Frederico Martins/G1)Puxados por dez trios elértricos, uma multidão desceu a avenida Epitácio Pessoa em direção ao Busto de Tamandaré (Foto: Frederico Martins/G1)

Foi no calor da ‘quarta-feira de fogo’ (6) que as ‘Muriçocas do Miramar’ levantaram voo em João Pessoa. Milhares de foliões desfilaram em um corredor que passava pelas avenidas Tito Silva e Epitácio Pessoa, terminando no Busto de Tamandaré, na praia de Tambaú. Em seu 27º ano o bloco homenageou a Banda 5 de Agosto, que foi uma das atrações deste ano e puxou a multidão em cima de um dos 11 trios elétricos que desceram a avenida.

A grande homenageada da noite, a Banda 5 de Agosto nasceu em maio de 1964 e tem 48 anos de história. Ela funcionou extra oficialmente até 20 de outubro, quando o então prefeito Domingos Mendonça Neto sancionou uma lei oficializando a banda de música da cidade de João Pessoa com o nome ‘5 de Agosto’, em homenagem à fundação da capital paraibana. Outra estrela da noite também foi cantora paraibana Elba Ramalho.

Cantando o hino das Muriçocas, Elba Ramalho animou os foliões que saíram às ruas da capital paraibana nesta 'quarta-feira de fogo' (Foto: Frederico Martins/G1)Elba Ramalho animou os foliões que saíram
às ruas da capital paraibana nesta
‘quarta-feira de fogo’ (Foto: Frederico Martins/G1)

Além de Elba, se apresentaram Mestre Fuba, Pura Raiz e Mirandinha, Mayara e Carol, Diana Miranda, Renata Arruda, Megaxé A2, Ramon Schnayder, Gracinha Telles e Gustavo Travassos, Eloisa Olinto, Natalie de Lima, Marianne Gipsy, Maestro Chiquito e Orquestra Metalúrgica Felipéia, PBPob com Banda 5 de Agosto, Nação Maracahyba, e mais três orquestras de frevo.

Uma grande estrutura foi pensada para que o desfile do maior bloco de arrasto do estado pudesse acontecer com segurança e tranquilidade. Um efetivo de mil PM’s foi disponibilizado para reforçar o policiamento ordinário durante a festa. “No ano passado o bloco levou 350 mil pessoas para a avenida, número que tende a aumentar esse ano. Em virtude disso nossa atenção e empenho esta redobrada para garantir a segurança dos foliões e das famílias que participam da festa”, afirmou o tenente-coronel  Jéferson Pereira, comandante do Policiamento Regional Metropolitano .

Ao longo do corredor central do bloco, também foram instalados dezoito pontos de observação e um sistema de vídeo monitoramento móvel de toda área, plataformas de observação e três postos de comando (um no clube Cabo Branco, um no estacionamento do supermercado Pão de Açúcar que fica na avenida Epitácio Pessoa e outro na base de apoio da Polícia Militar, no Cabo Branco).

A Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana (Semob) também realizou o bloqueio das vias Hidelbrando Tourinho com Antônio Rabelo Júnior (por trás do Posto 99), avenida Epitácio Pessoa com João Domingos (Wizard) e a Epitácio com a rua Giácomo Porto (Colégio Evolução) e toda a área em volta da Praça Tito Silva, em Miramar, para manter organizado o fluxo de veículos durante o desfile do bloco. A frota de ônibus também foi reforçada para atender a população.

Veteranas, as amigas Cristiane Marinho e Mércia Ramos já participam das Muriçocas do MIramar pela vigésima quinta vez (Foto: Frederico Martins/G1)Veteranas, as amigas Cristiane Marinho e Mércia
Ramos já participam do bloco pela vigésima
quinta vez (Foto: Frederico Martins/G1)

Fantasiados ou não, os foliões só queriam saber de uma coisa: aproveitar a noite e se divertir. Muitos camarotes foram montados no corredor central, já quem mora na avenida Epitácio Pessoa aproveitou para curtir o ‘voo das Muriçocas’ da sacada das casas e prédios, que ficam ao longo da avenida. Alguns foliões eram veteranos como as amigas pessoenses Cristiane Marinho e Mércia Ramos. “Esse é o vigésimo quinto ano que nós participamos das Muriçocas do Miramar, sempre com muita alegria e muita animação”.

Mas a alegria não era privilégio apenas dos veteranos, muitos participavam pela primeira vez do bloco como a estudante piauiense Lívia Barroso, que estava acompanhada por amigos que moram em João Pessoa. Outro novato no bloco, veio de Brasília e fazia parte de um grupo de amigos pessoenses, que aproveitaram a ocasião para mostrar criatividade em suas fantasias, e em um tom bem humorado de protesto, desceram a avenida Epitácio Pessoa vestidos de pizzaiolos, para lembrar segundo eles,  que o Brasil é o país onde tudo acaba em pizza.

Para lembrar que no Brasil 'tudo acaba em pizza' amigos paraibanos se fantasiaram de pizzaiolos (Foto: Frederico Martins/G1)Para lembrar que no Brasil ‘tudo acaba em pizza’
amigos paraibanos se fantasiaram de pizzaiolos
(Foto: Frederico Martins/G1)

Histórico

Em 1986, os moradores do bairro do Miramar, em João Pessoa, brincavam o carnaval em cidades como Olinda e Recife. Durante uma festa de aniversário no bairro, um grupo de professores, jornalistas e artistas resolveram sair brincando, fazendo barulho, com latas e panelas.

Como a cidade estava vazia, o grupo brincou com a ideia de que só as muriçocas ficavam no bairro. “Foi um processo de evolução, muito gratificante. Quando o bloco começou, era um embrião, depois se transformou num bebê e esse bebê foi crescendo e, hoje, já tem 27 anos, já é um adulto”, lembrou Antônio Gualberto, presidente do bloco.

O bloco ganhou as ruas pela primeira vez em 1987, quando os foliões acompanhavam uma carroça puxada por um burrinho, animados por um carro de som. O Muriçocas do Miramar foi oficializado pelo Governo do Estado como Patrimônio Cultural e Imaterial da Paraíba e ocorre anualmente na quarta-feira que antecede a semana do Carnaval, conhecida como Quarta-Feira de Fogo.

G1