BESSA GRILL
Início » Destaque » Melo e Soares batem russos e Brasil volta à elite da Davis após 10 anos

Melo e Soares batem russos e Brasil volta à elite da Davis após 10 anos

Dupla brasileira faz 3 sets a 0 em Alex Bogomolov Jr. e Teymuraz Gabashvili e anotam 3 a 0 confronto do playoff

16/09/2012 05:51
  •  

 

Gazeta Press

Equipe brasileira comemora vitória sobre a Rússia e retorno ao Grupo Mundial da Copa Davis

 

O Brasil está de volta à elite da Copa Davis após dez anos de ausência. Neste sábado, sob forte calor de São José do Rio Preto, a dupla formada por Marcelo Melo e Bruno Soares passou pelos russos Alex Bogomolov Jr. e Teymuraz Gabashvili por 3 sets a 0, com parciais de 7/5, 6/2 e 7/6 (9-7), e fechou o playoff em 3 a 0.

Na sexta-feira, Rogério Dutra Silva bateu Igor Andreev por 2 sets a 0 e desistência no terceiro, enquanto Thomaz Bellucci fez 3 sets a 1 em Teymuraz Gabashvili.

É a primeira vez desde a aposentadoria de Gustavo Kuerten que o Brasil terá um lugar no Grupo Mundial da competição entre nações. A última queda foi em 2003, ainda com Guga, e o país vinha sendo derrotado no playoff desde 2006. No ano passado, os mesmos russos foram os algozes brasileiros.

“Estamos completando um trabalho maravilhoso, é um mérito de todo mundo que está aqui e agora é hora de comemorar. Estou feliz de mais, o Brasil merece, no ano passado escapou, mas neste ano tivemos força para voltar à elite”, vibrou Soares em entrevista ao Sportv .

“A gente vinha batendo na trave desde 2006, mas é muito importante essa conquista e a gente merecia esse lugar no Grupo Mundial, e está de parabéns”, comemorou Bellucci.

A partida começou tranquila para a dupla do Brasil. Debaixo de um Sol de 36º C, Melo e Soares quebraram os dois primeiros serviços dos russos e abriram 4/0 no set inicial. Bogomolov e Gabashvili conseguiram reagir e chegaram a empatar a parcial em 5/5, mas os brasileiros voltaram a se impor em quadra nos games seguintes e fecharam em 7/5.

O segundo set teve enredo parecido com o anterior. Dominando os rivais, Melo e Soares abriram 4/0. Desta vez, porém, não deram brecha para que os russos voltassem à partida e apenas administraram a vantagem para anotar 6/2.

A última parcial, já com a temperatura mais amena, foi a mais equilibrada. Bogomolov e Gabashvili diminuíram a quantidade de erros não forçados e fizeram jogo duro. Foi somente no tie-break que veio a vitória.

 

Do Ig