BESSA GRILL
Início » Nacionais » Líder do PT-CE: Marina ‘é vampira e só cresce com a morte’

Líder do PT-CE: Marina ‘é vampira e só cresce com a morte’

Diniz também publicou em seu perfil no Facebook uma frase, atribuída a um "companheiro", em que a futura candidata do PSB é chamada de "vampira".

19/08/2014 00:30

ptcemarinareproducaofacebookO presidente estadual do PT no Ceará, Francisco de Assis Diniz
Foto: Facebook / Reprodução

 

O presidente estadual do PT no Ceará, Francisco de Assis Diniz, afirmou ao Terra que Marina Silva “cresce no sofrimento dos outros” e “esquece valores e princípios para absorver aquilo que é de interesse dela”. As falas fazem referência ao fato de ela que ela será a substituta de Eduardo Campos, morto em um acidente aéreo na última quarta-feira, como candidata à Presidência da República pelo PSB.

Diniz também publicou em seu perfil no Facebook uma frase, atribuída a um “companheiro”, em que a futura candidata do PSB é chamada de “vampira”. Diz o texto: “o sangue já está terminando e a vampira que só cresce com a morte, foi assim com chico Mendes e agora com Eduardo logo cai na real”. O presidente estadual do PT disse que um “companheiro” enviou a frase, “achei pertinente e publiquei entre aspas por não ter conseguido falar com ele antes”.

No texto, o resultado da pesquisa Datafolha divulgada nesta segunda-feira – em que Marina aparece empatada tecnicamente com Aécio Neves (PSDB) num primeiro turno e com Dilma Rousseff (PT) num eventual segundo turno – foi minimizado: “a pesquisa que não vale nada diz tudo, pois na espontânea ela tem só 5%”.

Ao Terra, Diniz explicou a publicação. “A Marina tinha data marcada para sair do PSB, para sair das profundas divergências que tinha com as alianças do PSB nos Estados. Agora ela deixou tudo de lado pra ser a candidata”. Ele afirmou ainda que para Marina “os fins justificam os meios”.

Ele fez ainda um paralelo entre a morte de Campos e a do líder seringueiro no Acre, Chico Mendes, assassinado em 1988. Após a morte de Chico, Marina se tornou uma das principais lideranças no Estado. Para Diniz, ela se aproveitou do legado do líder seringueiro para se fortalecer, “mas ela não tinha a relação militante do Chico”. “No Acre, tudo que foi feito pelo PT foi em prol da Marina” completou.

Terra.