BESSA GRILL
Início » Notícias » Levantamento da ONG mostra que, a cada 60 minutos, União gasta R$ 1,16 mi com Legislativo

Levantamento da ONG mostra que, a cada 60 minutos, União gasta R$ 1,16 mi com Legislativo

30/07/2017 00:41
Rodrigo Maia gastou R$ 600 mil em voos da FAB em três meses
Fabio Rodrigues Pozzebom/Agênci

Rodrigo Maia gastou R$ 600 mil em voos da FAB em três meses

Brasília. O Congresso custa, por hora, o mesmo que a força-tarefa da operação Lava Jato em Curitiba. Segundo a ONG Contas Abertas, a cada hora, o Legislativo custa, em média, R$ 1,16 milhão. Já o Ministério Público Federal (MPF) destinou aos procuradores da Lava Jato em Curitiba, para diárias e passagens, R$ 1 milhão em todo o ano passado.

O cálculo do Contas Abertas foi feito dividindo o orçamento total do Congresso pelo número de horas do ano, ou seja, se for considerado apenas o período em que as Casas Legislativas estão em funcionamento e as agendas de parlamentares fora do Congresso, o custo por hora é bem maior.

“As pessoas ficam muito restritas a quanto custa um parlamentar em si, com todas as suas mordomias. Isso custa caro, sim. Mas o Congresso tem uma estrutura muito maior, que consome recursos públicos, dificultando ainda mais o equilíbrio no orçamento”, lembrou o presidente da ONG, Gil Castello Branco.

Não que a conta nominal possa ser desprezada. Cada deputado federal recebe salário bruto de R$ 33,7 mil, superior ao vencimento do presidente da República e seus ministros, que ganham R$ 30,9 mil. Nossos parlamentares, de acordo com diversos levantamentos de organizações e publicações estrangeiras, são os mais bem-pagos da América Latina, seguidos por Chile, Colômbia e México. Mas não é só: eles também ganham verba de gabinete, cota de passagens para seus destinos eleitorais e reembolso com despesas de saúde. Com todos os benefícios, juntos, os 513 deputados custam em média R$ 86 milhões ao mês, e R$ 1 bilhão por ano.

Maia. Como se não bastasse, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia – segundo na linha sucessória do país –, gastou mais de R$ 600 mil para ir e voltar para casa em jatinhos da Força Aérea Brasileira (FAB) no primeiro trimestre. Em apenas três meses, foram 30 viagens entre Brasília e o Rio de Janeiro.

A despesa leva em conta apenas o consumo de combustível de um modelo Legacy 600 – o mais utilizado por ministros e outras autoridades, segundo o Contas Abertas. Terça (26), um levantamento exclusivo da BandNews FM apontou que Maia foi o campeão de voos no governo Michel Temer. Se utilizasse um voo comercial entre São Paulo e Rio de Janeiro, o gasto seria, em média, de R$ 1.500. Em um jatinho da FAB é de R$ 2.400.

www.reporteriedoferreira.com.br