BESSA GRILL
Início » Notícias » Jovem é executado em Santa Rita e bandidos explodem banco em Cruz do Espírito Santo

Jovem é executado em Santa Rita e bandidos explodem banco em Cruz do Espírito Santo

No Conde, jovem arromba delegacia e é preso.

31/01/2013 06:58

Santa Rita – Alison Lima Silva, de 18 anos, foi assassinado com cinco tiros a queima roupa, por volta das 20h30 desta quarta-feira, no bairro de Várzea Nova, em Santa Rita. Quatro dos tiros atingiram a cabeça do jovem.

Há suspeitas de que Alison tenha envolvimento com o tráfico de drogas. No local do crime, ninguém mais se manifestou sobre a execução.

Segundo o Capitão Humberto, do 7º Batalhão da Polícia Militar, dois indivíduos foram levados para a delegacia para averigação sobre algum envolvimento com o caso.

Cruz dos Espírito Santo – A agência do Banco do Brasil da cidade de Cruz do Espírito Santo foi alvo de bandidos durante a madrugada.

De acordo com informações da polícia, cerca de dez homens chegaram à agência por volta da 1h da manhã em um fiat siena vermelho e uma saveiro preta e  implantaram explosivos nos caixas eletrônico.

Ainda segundo a polícia, a explosão não foi capaz de abrir os caixas, pois aparentemente os mesmo não foram violados e não há sinais de que alguma quantia teria sido roubada.

Moradores também relataram que ouviram tiros e a polícia encontrou cápsulas deflagradas de pistola pelo chão.

Conde – De acordo com informações fornecidas pelo cabo Nóbrega, da Polícia Militar, no município do Conde, um jovem aparentando 22 anos teria arrombado a delegacia achando que o prédio estivesse abandonado.

O acusado foi preso em flagrante pelos policias que estavam na área e rapidamente chegaram ao local.

O cabo informou que a delegacia está sendo transferida para um outro local e que por isso o prédio estava desativado, porém, os móveis continuam dentro, já que ainda não foram levados para a nova unidade.
O jovem aparentava estar drogado e alegou que queria apenas dormir.
Ele foi detido e levado para a delegacia de Alhandra, onde deverá responder por danos ao patrimônio público.