BESSA GRILL
Início » Notícias » IMPORTANTE: Polícia tem testemunha ‘chave’ do assassinato de vereador

IMPORTANTE: Polícia tem testemunha ‘chave’ do assassinato de vereador

Suspeito pelo homicídio abasteceu moto em um posto da cidade

22/08/2013 11:42

Vereador foi morto a tiros em seu estabelecimento

Uma pessoa que está considerada como testemunha chave está sendo ouvida nesse momento na Delegacia de Polícia de Serra Branca, na região do Cariri paraibano, 230 km de João Pessoa sobre o assassinato do vereador Geraldo Caetano de Araújo, 47 anos.

A testemunha teria visto o principal suspeito de ter praticado o homicídio, cerca de meia hora antes, em um posto de gasolina abastecendo uma moto que características que estão sendo mantidas em sigilo pela polícia. Ainda existe a informação que o autor do disparos e outro comparsa já teriam passado pelo estabelecimento do vereador em outras oportunidades, por isso, a políci acredita que o parlamentar vinha sendo “monitorado”.

As informações foram repassadas pelo delegado Omar José Ramos que está trabalhando nas investigações para desvendar o assassinato de “Déa”, como o vereador era conhecido.

O delegado acredita que ainda hoje terá novidades sobre a autoria e motivação do crime. “Não podemos revelar nada, mas temos indícios fortes sobre o suspeito”, revelou Omar Ramos.

O assassinato do vereador Geraldo Caetano aconteceu por volta das 21h30 dessa quarta-feira, 21, quando a vítima se encontrava em seu estabelecimento comercial, uma barraca localizada na frente do Colégio Estadual Senador José Gaudêncio na rua Boa Ventura Cavalcante, centro da cidade.

As primeiras informações colhidas pela polícia dão conta que por volta das 21h30, estudantes estavam deixando o educandário e foram surpreendidos com o crime. Um homem após ter lanchado no local sacou de uma arma de fogo e efetuou vários disparos contra o vereador que segundo a perícia, foi atingido por vários disparos que atingiram a região mamária esquerda entrada e saída, clavícula, costas e punhos.

Testemunhas revelaram que o assassino era um homem de aparência jovem, com aparelho dental e casaco preto. O corpo de “Déa’ foi levado para o Núcleo de Medicina Legal em Campina Grande. logo após matar o vereador o criminoso saiu do local a pé, foi até uma esquina onde pegou a moto e fugiu.

Cardoso Filho