BESSA GRILL
Início » Cidades » Greve dos professores chega aos 52 dias e Governo não negocia

Greve dos professores chega aos 52 dias e Governo não negocia

8/07/2012 06:22

A greve nacional dos professores das instituições federais chega aos 52 dias e ainda não tem previsão para terminar. A mobilização teve início no dia 17 de maio tem a adesão de 56 das 59 universidades federais, segundo informações das entidades que representam a categoria.

NO último dia 28 de junho, o Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão afirmou que a reunião com a categoria aconteceria na primeira semana de julho, porém, ela não aconteceu. Os professores exigem a carreira única com incorporação das gratificações remuneratórios, variação de 5% entre níveis a partir do piso para regime de 20 horas correspondente ao salário mínimo do Dieese (atualmente calculado em R$ 2.329,35), e percentuais de acréscimo relativos à titulação e ao regime de trabalho.

Segundo os sindicatos dos servidores federais, todas as 59 universidades estão em greve, além dos Cefets e de 36 institutos em 24 estados. Eles reivindicam o aumento do piso salarial em 22m8% e a correção das pendências da carreira desde 2007.

Ano passados os servidores também realizaram uma paralisação que foi finalizada porque o Governos não negociou.

 

 

foto g1