BESSA GRILL
Início » Notícias » Google admite que usuários do Gmail não têm privacidade

Google admite que usuários do Gmail não têm privacidade

15/08/2013 06:53

O Google admitiu, por meio de um documento apresentado por seus advogados em uma ação judicial nos Estados Unidos, que os usuários do Gmail não podem ter uma expectativa razoável de que a confidencialidade de seus e-mails seja respeitada, segundo o jornal britânico The Guardian.

“O Google finalmente admitiu que não respeita a privacidade”, disse John Simpson, diretor do grupo de defesa dos direitos do consumidor Consumer Watchdog. Ele qualificou o documento como “uma admissão assombrosa” e afirmou que as pessoas deveriam tomar como verdade o que eles dizem. “Se você respeita a privacidade de seus correspondentes, não use o Gmail”.

Um exemplo de como os e-mails são “lidos” pelo Google é a publicidade dentro do Gmail. Segundo o Google, nenhum e-mail dos usuários é lido por humanos. O que acontece, na prática, é que os robôs do Google (por meio de algoritmos) escaneiam o conteúdo das mensagens enviadas e recebidas para oferecer anúncios. De acordo com a empresa, isso está bem claro nos termos de privacidade e uso do Gmail.

 

 

 

da Reuters com Estadão