BESSA GRILL
Início » Notícias » Genoino prevê ficar um ano na Câmara antes de ir para a prisão

Genoino prevê ficar um ano na Câmara antes de ir para a prisão

2/01/2013 11:30

Condenado a seis anos e 11 meses de prisão, o ex-presidente do PT José Genoino assume nesta semana o mandato de deputado federal com a expectativa de permanecer no mínimo um ano no cargo.

Genoino fez a previsão a petistas em meio às confraternizações de fim de ano.

Segundo aliados, Genoino não estava tão otimista até o dia 21 de dezembro, quando se cogitava a hipótese de ter prisão decretada pelo presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa.

Mas seu humor mudou após Barbosa negar o pedido de detenção imediata dos condenados no processo do mensalão feito pela Procuradoria-Geral da República.

Na decisão, o ministro argumentou que o entendimento da corte é de apenas aplicar as punições quando o caso transitar em julgado. Genoino e demais réus ganharam então tempo extra até o início do cumprimento das penas, pois para que isso ocorra, o STF precisará ainda publicar o acórdão (resumo da decisão) e, depois, julgar todos os recursos possíveis.

Como foi condenado a uma pena inferior a oito anos, sua punição será cumprida de início em regime semiaberto.

Genoino foi eleito suplente com 92.362 votos e hoje é o primeiro da fila do PT de São Paulo por uma cadeira na Câmara de Deputados. Ele garantiu sua vaga com a eleição do ex-deputado Carlinhos Almeida para a Prefeitura de São José dos Campos (SP).

O presidente da Câmara, Marco Maia (PT-RS), tinha marcado para hoje a posse dos que ocuparão as cadeiras dos deputados que se elegeram prefeitos. Mas o encarregado da diplomação, Eduardo Gomes (PSDB-TO), programou a solenidade para as 15h de amanhã.

 

 

 

 

da Folha