BESSA GRILL
Início » Notícias » Frentistas; somos obrigados a pagar dinheiro levado em assalto

Frentistas; somos obrigados a pagar dinheiro levado em assalto

Dono de posto elabora documento para funcionário assinar sob alegação que o dinheiro descontado foi por adiantamento.

16/04/2013 18:43

Posto Texado BessaMais uma vez bandidos voltam a assaltar o Posto de Gasolina Texaco, localizado na Av. Afonso Pena,no bairro do Bessa. Os dois assaltantes que estavam armados levaram todo o apurado.

O inusitado é que o Empresário Marconi Morais, proprietário do Posto, ao tomar conhecimento do assalto  de imediato ligou para o estabelecimento  procurou saber os nomes dos frentistas , quanto foi levado e determinou que fosse descontado no salário dos empregados  que estavam de serviço e foram vitimas.

Todos os funcionários foram terminantemente proibidos de falarem sobre o caso.Alguns sem querer ser identificado disseram que o Empresário, além de descontar do salário do funcionário, ainda recebe do seguro. A revolta é generalizada entre o corpo funcional do Posto Texaco,vez que  não tem segurança nem câmeras de filmagem, pois a única preocupação do Empresário Marc0ni Morais, é economizar.

Se não bastasse, segundo alguns frentistas, o dono do Posto Marconi Morais,ameaçou de demissão sumária qualquer funcionário que o denunciar de descontar do salário do frentista o valor levado por assalto e para se eximir da responsabilidade manda o frentista assinar uma declaração que aquele valor descontado no salário foi por conta de adiantamento de vale.