BESSA GRILL
Início » Nacionais » Fiés pedem a Nossa Senhora Aparecida melhoras no país

Fiés pedem a Nossa Senhora Aparecida melhoras no país

Entre essas pessoas, estava o governador do Distrito Federal (DF), Rodrigo Rollemberg

13/10/2015 02:40

Procissão na Esplanada reuniu 15 mil pessoas, segundo a Polícia MilitarFabio Rodrigues Pozzebom / Agência Brasil

Procissão na Esplanada reuniu 15 mil pessoas, segundo a Polícia Militar

Na procissão deste domingo (12), em Brasília, o funcionário público Joaquim Braga, de 56 anos, que levou uma vela com a imagem de Nossa Senhora Aparecida, tinha uma intenção especial: “vou pedir para ver se melhora a situação do país, pedir a Deus, Nossa Senhora. Só eles mesmo”.  Ele disse que, neste ano, a situação está difícil. Assim como ele, várias pessoas somaram aos pedidos pessoais orações por melhoras econômicas e políticas no país.

Entre essas pessoas, estava o governador do Distrito Federal (DF), Rodrigo Rollemberg.  Junto com a família e com deputados, o governador assistiu à missa dedicada à Padroeira do Brasil na Esplanada dos Ministérios.

Por causa da crise econômica, Rollemberg, que assumiu o cargo no início deste ano, aumentou tarifas, entre elas as das passagens de ônibus no DF e, assim como o  governo federal, fará uma reforma administrativa. A nova estrutura do Executivo, com corte de secretarias e administrações regionais, será anunciada nos próximos dias. Depois de participar da missa, o governador disse que a oração é importante, especialmente a Nossa Senhora Aparecida: “A gente pede que ela nos proteja, nos inspire e nos dê sabedoria para tomar as medidas adequadas.”

Mal terminou a frase, Rollemberg foi interrompido pela decoradora Neide Alves: “Nossa Senhora o abençoe, governador. Estamos rezando, estamos acompanhando”. Separada do governador por uma grade, Neide foi impedida de seguir com ele. “Rezo pelo governo todos os dias”, diz. Neide carregava uma vela acesa, mas confessou: “esta não é para Rollemberg, é para uma causa especial”.

A festa de Nossa Senhora Aparecida na capital federal reuniu cerca de 40 mil fiés durante todo o dia e 15 mil na missa de encerramento, segundo o balanço da Polícia Militar do Distrito Federal. A organização estimou a participação de 100 mil pessoas no evento. A cerimônia ocorreu no centro da Esplanada dos Ministérios, onde se se encontram as sedes dos três poderes: Executivo, Legislativo e Judiciário.

“A gente pede que Nossa Senhora ilumine os nossos governantes, que bote o nosso país, que é muito maravilhoso, em mãos certas”, disse a professora Carolina de Oliveira, que também participou da celebração. Após a missa, houve uma procissão e foram dadas as tradicionais bênçãos para os doentes, as famílias e os governantes.

Feriado nacional, hoje (12), é celebrado o dia de Nossa Senhora Aparecida, padroeira do Brasil. A imagem de Nossa Senhora da Conceição foi encontrada por três pescadores em 1717, às margens do Rio Paraíba. Em 1904, por ordem do papa Pio X, a imagem foi proclamada como sendo da Rainha do Brasil e passou a usar oficialmente a coroa ofertada pela Princesa Isabel, em 1884, e o manto azul -marinho. Anos depois, em 1930, o papa Pio XI proclamou a Virgem Aparecida Padroeira do Brasil.

São muitos os milagres atribuídos à santa. Todos os anos, no dia da padroeira, milhares de fiés visitam o Santuário Nacional de Aparecida, na cidade de Aparecida, no Vale do Paraíba, em São Paulo.

Em Brasília, a programação começou às 9h, com missa para as crianças e coroação de Nossa Senhora Aparecida. Durante o dia, houve também homenagem dos jovens à santa e terço dos homens. As celebrações encerraram-se com a missa e a procissão. A missa foi presidida pelo núncio apostólico no Brasil, dom Giovanni D’Aniello, que é o representante diplomático da Santa Sé, e concelebrada por todo o clero da arquidiocese.

www.reporteriedoferreira.com Agência Brasil