Bolsonaro com a måo no peito
Divulgação

Em sua terceira viagem ao exterior como presidente, Bolsonaro vai visitar Israel para tentar acordos entre o país e o Brasil

O presidente Jair Bolsonaro embarca, neste sábado (30), para uma visita oficial de três dias em Israel. A viagem, que é a terceira ao exterior desde que assumiu o cargo de Presidente da República, tem como objetivo retribuir a vinda ao Brasil do primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, que esteve no País durante a posse de Bolsonaro, e conseguir assinar acordos entre as nações.

“Amanhã embarco para Israel para mais uma bateria de compromissos que serão de grande importância para o Brasil. Buscaremos acordos concretos nas áreas de ciência, tecnologia, defesa, entre outras”, escreveu Bolsonaro em sua conta no Twitter. E comemorou: “Ótimas expectativas! Israel é uma nação amiga e juntos temos muito a somar!”

Entre os acordos que poderão ser assinados em parceria com o governo israelense, estão medidas nas áreas defesa, serviços aéreos, saúde e ciência e tecnologia. Confira as assinaturas previstas entre os dois países:

  • Acordo de cooperação em ciência e tecnologia, que tem o objetivo desenvolver, facilitar e maximizar a cooperação entre instituições científicas e tecnológicas de ambos os países;
  • Acordo de cooperação na área de segurança pública;
  • Acordo cooperação em questões relacionadas a defesa;
  • Acordo sobre serviços aéreos, com propósito de estabelecer e explorar serviços aéreos entre os dois territórios;
  • Memorando de entendimento entre o Gabinete de Segurança Institucional (GSI) e a Autoridade Nacional de Cybersegurança de Israel (INCD), na área de segurança digital;
  • Plano de cooperação na área de saúde e medicina entre ministérios de Saúde dos dois países, para os anos de 2019-2022.

A cerimônia de assinaturas deve acontecer no domingo, após um encontro privado entre Bolsonaro e  Netanyahu . Depois de fechados os acordos, ambos darão declarações à imprensa.

Agenda de Bolsonaro em Israel

Soldados de Israel olham lama em Brumadinho
Israel Defense Forces

Soldados de Israel vieram ao Brasil para ajudar nas buscas por desaparecidos na tragédia de Brumadinho, que aconteceu em janeiro

A passagem de Bolsonaro por Israel contará, ainda, com uma cerimônia de condecoração da equipe de resgate de Israel que esteve em Brumadinho , após o rompimento da barragem da mineradora Vale; e uma visita ao Muro das Lamentações.

Além disso, o presidente passará por compromissos nas cidades de compromissos em Tel-Aviv e em Jerusalém , que protagonizam uma polêmica sobre o lugar no qual a embaixada brasileira deve ficar. A possível troca da embaixada de Tel-Aviv para Jerusalém pode, assim como aconteceu com os Estados Unidos, criar um problema diplomático com países do Oriente Médio aliados dos palestinos.

Com a medida, o Brasil reconheceria Jerusalém como capital de Israel , o que os palestinos não aceitam: pelo contrário, eles reivindicam Jerusalém como capital de um futuro Estado palestino.

www.reporteriedoferreira.comn.br    *Com informações da Agência Brasil