BESSA GRILL
Início » Cidades » Conselho da UFPB anula o 2° turno de eleições para reitor

Conselho da UFPB anula o 2° turno de eleições para reitor

31/07/2012 13:30

O Conselho Universitário(Consuni) da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) decidiu nesta segunda-feira(30) não homologar o resultado do segundo turno das eleições para reitor, realizadas no início do mês de junho deste ano. Por 22 votos a favor e 16 contra, o conselho definiu que o segundo turno das eleições continua em aberto. Segundo a assessoria da UFPB, nova data para a votação só será estabelecida após o final da greve.

Reitor e presidente do Consuni, Rômulo Polari afirmou que a possibilidade de haver um novo segundo turno depende de uma decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ). “Caso não seja reconhecido o segundo turno realizado, um novo deverá ser marcado”, disse.

De acordo com Margareth Diniz, candidata mais votada no primeiro turno e também no segundo turno, a reunião do Consuni desta segunda-feria(30) foi tumultuada e desconsiderou o relatório do Tribunal Regional Federal (TRF) para decidir não homologar a eleição. Ela informou que vai recorrer da decisão e que a primeira providência é comunicar ao TRF oficialmente sobre a decisão de hoje.

Para a candidata derrotada no segundo turno, Lúcia Guerra, a decisão foi satisfatória. “Fiquei satisfeita. A decisão agora só sairá depois do término da greve, segundo o próprio Consuni. Não há decisão ainda a respeito de existir uma eleição indireta ou de ser marcado um novo segundo turno.”

O segundo turno do processo eleitoral para definição do novo reitor da universidade foi marcado por protestos e recursos judiciais. Lúcia Guerra entrou com um pedido de liminar junto o Supremo Tribunal Federal (STF) para que fosse adiado o pleito do segundo turno por razões da greve. Com o pedido negado, o segundo turno foi realizado no dia 6 de junho e teve a candidata Margareth Diniz como vencedora com 94,61% dos votos. O segundo turno obteve 80% de abstenção.

 

com informações G1-PB