BESSA GRILL
Início » Esportes » Com show de Messi, Barcelona vence o City e avança às quartas de final

Com show de Messi, Barcelona vence o City e avança às quartas de final

Na primeira etapa, o City praticamente apenas assistiu à bela exibição de um Barcelona dinâmico, que dominou a posse de bola, criou várias oportunidades de gol e mandou duas bolas na trave, uma com Neymar e outra com Suárez.

18/03/2015 20:50

 

56sjnjkpj5qz5xnl93873qrrnA escrita do ano passado se repetiu, e o Barcelona superou o Manchester City nas oitavas de final da Liga dos Campeões. Com grande atuação de Messi, o Barça venceu os ingleses no Camp Nou por 1 a 0 nesta quarta-feira, com gol de Rakitic. Pelo lado visitante, o destaque foi o goleiro Hart, que fez grandes defesas na segunda etapa e evitou que o placar fosse mais elástico.

Na partida de ida, o Barcelona havia vencido o Manchester City por 2 a 1, vantagem que confirmou com sobras nesta quarta.

A equipe catalã se junta nas quartas de final a Juventus, Real Madrid, Atlético de Madri, Paris Saint-Germain, Monaco, Porto e Bayern de Munique. O sorteio que define os confrontos acontece nesta sexta-feira.

Na primeira etapa, o City praticamente apenas assistiu à bela exibição de um Barcelona dinâmico, que dominou a posse de bola, criou várias oportunidades de gol e mandou duas bolas na trave, uma com Neymar e outra com Suárez. Messi, inspirado, comandou as ações ofensivas do time, deu a assistência para o tento de Rakitic e ainda passou a bola entre as pernas de dois adversários: Fernadinho e Milner.

No segundo tempo, os ingleses conseguiram equilibrar a partida e foram até superiores em alguns momentos. O grande destaque da etapa complementar foi o goleiro Hart, que fez pelo menos quatro defesas importantes para salvar o City. A menção negativa ficou por conta de Aguero, que sofreu pênalti de Piqué, mas desperdiçou a cobrança aos 31 minutos.

O jogo– O Barcelona começou impondo seu ritmo no Camp Nou. Como é característico da equipe, os donos da casa dominavam a posse de bola e trocavam passes pacientemente para assumirem o controle da partida. Mas não faltou objetividade aos catalães, que quase abriram o placar aos cinco minutos. Depois de erro da zaga visitante, Daniel Alves tocou para Neymar na entrada da área. O camisa 7 ajeitou, bateu colocado e viu a bola bater na trave esquerda e viajar em cima da linha antes de sair do outro lado.

Com Messi inspirado, o Barça seguiu dominando o jogo, tanto na posse de bola quanto nas ações ofensivas. Aos 10 minutos, Hart foi obrigado a intervir para salvar o City. Messi recebeu de Neymar dentro da área, tabelou com Iniesta e chutou cruzado da direita para boa defesa do arqueiro adversário.

Diante do domínio dos donos da casa, o City, que mal conseguia ficar com a bola nos pés, começou a recorrer às faltas para parar os catalães. Só no primeiro tempo, quatro atletas do time inglês receberam cartão amarelo: Fernandinho, Kolarov, David Silva e Nasri. Ainda assim, não conseguiram segurar o ímpeto do Barcelona, que abriu o placar aos 30 minutos. Messi arrancou pela direita e cruzou para Rakitic, que dominou dentro da área e encobriu Hart para fazer um belo gol.

Na sequência, o camisa 10 do Barça, que já havia dado drible semelhante em Fernandinho, passou rolinho em Milner aos 37 minutos. Entregues antes do intervalo, os ingleses ainda viram Suárez acertar outra bola na trave. O uruguaio recebeu belo passe de Neymar entre os zagueiros, invadiu a área, tocou por cima de Hart e acabou acertando o poste esquerdo do goleiro.

O Barcelona começou a segunda etapa com a mesma intensidade da primeira, e aplicou uma blitz sobre o City logo no início. No primeiro minuto, Suárez fez boa jogada pela direita e cruzou, a zaga inglesa afastou e Iniesta, no rebote, chutou para defesa segura de Hart. O goleiro inglês ainda fez duas novas intervenções importantes logo em seguida, primeiro em chute à queima-roupa de Jordi Alba, depois em bomba de fora da área de Messi.

Depois da pressão inicial, o City conseguiu equilibrar a partida e criar algumas oportunidades. Jesús Navas, que entrou no lugar de Nasri, deu dinamismo à equipe pela direita. Aos 10 minutos, o espanhol cruzou bem na área e forçou bom corte da zaga do Barcelona. Dois minutos depois, Kolarov bateu forte de longe e parou em defesa de Ter Stegen.

Na sequência, o jogo ficou aberto. O Barcelona recuperou um pouco o ritmo da primeira etapa, mas, ao mesmo tempo, o City não foi tão inoperante quanto na etapa inicial. Ambas as equipes, então, apareciam com frequência no campo de ataque. Aos 25 minutos, tentando aumentar o poderio ofensivo, Manuel Pellegrini colocou o atacante Bony no lugar de Yaya Touré.

Mas a partida pegou fogo mesmo a partir dos 27, quando Jordi Alba aproveitou rebote de Hart e chutou para o fundo do gol, mas estava impedido e o tento foi invalidado. Quatro minutos depois, Neymar recebeu passe em profundidade de Messi e ficou cara a cara com Hart, que fez nova grande defesa para salvar o City.

Aos 31, os visitantes tiveram sua melhor chance na partida. Aguero invadiu a área pela direita e tentou passar entre Mascherano e Piqué, mas foi derrubado pelo zagueiro espanhol, e o árbitro marcou pênalti. O próprio argentino bateu cruzado, e viu Ter Stegen fazer grande defesa para frustrar a oportunidade mais preciosa da equipe inglesa na partida.

Na sequência, Hart apareceu de novo em tentativas de Neymar e Suárez. Aos 41, Pellegrini colocou Lampard no lugar de Milner para tentar reação milagrosa no fim da partida. Dois minutos depois, o goleiro inglês ainda fez seu último milagre do dia, em chute de Messi da entrada da pequena área, mas não conseguiu evitar a derrota e a eliminação do City.

www.reporteriedoferreira.com    Footstas