BESSA GRILL
Início » Cidades » Chuva deixa carros submersos, fecha túneis e para trens em SP

Chuva deixa carros submersos, fecha túneis e para trens em SP

Capital foi atingida por forte temporal no dia mais quente do verão. Às 19h, CET registrava mais de 160 semáforos com problemas.

19/02/2013 02:39

estação Metrô do Anhangabaú lotada (Foto: Fabio Martins/Futura Press)Estação Anhangabaú do Metrô ficou lotada (Foto: Fabio Martins/Futura Press)

A chuva que atingiu São Paulo na tarde desta segunda-feira (15) alagou ruas, fechou o Aeroporto de Congonhas, bloqueou túneis, derrubou árvores e paralisou linhas da Companhia Paulista de Trens Metropolitanas (CPTM).

A cidade ficou em estado de atenção para alagamentos entre as 15h55 e as 18h30. Esta segunda-feira foi o dia mais quente do verão 2012/2013. Segundo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), os termômetros chegaram a marcar 34,0ºC.

O Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), da Prefeitura, chegou a registrar 30 pontos de alagamentos, alguns deles intransitáveis, como na Avenida Professor Luiz Ignácio de Anhaia Melo, que arrastou carros, deixando-os quase submersos. A via ficou intransitável nos dois sentidos. Às 20h, o CGE ainda listava dois pontos de alagamento, ambos transitáveis.

Ao longo de toda esta segunda-feira, a Companhia de Engenharia de Tráfego registrou índices de lentidão acima da média. A situação só piorou ao longo da tarde, com a chuva. Às 20h, a companhia registrava 98 semáforos apagados e outros 61 no amarelo intermitente.

Com a chuva, o túnel Max Feffer registrou pontos de alagamento nos dois sentidos, e o tráfego foi impedido. A CET interditou o Túnel do Anhangabaú preventivamente. Em seguida, um ponto de alagamento foi registrado no local.

Árvore causou prejuízos a um carro na rua Guaimbé, Mooca, São Paulo (Foto: Eduardo Gomes Vieira/VC no G1)Árvore atingiu carro na Rua Guaimbé, na Mooca
(Foto: Eduardo Gomes Vieira/VC no G1)

O tráfego ficou complicado em corredores importantes da capital paulista, como nas avenidas Nove de Julho, 23 de Maio e Paulista.

O Aeroporto de Congonhas, na Zona Sul, ficou fechado para pousos e decolagens entre as 16h15 e as 17h. As operações no aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, não foram afetadas.

Durante a chuva, a falta de energia interrompeu a circulação de trens Linha 9-Esmeralda, da CPTM. O Plano de Apoio entre Empresas de Transporte em Situação de Emergência (Paese) foi acionado para auxiliar no transporte de passageiros entre as estações Largo Treze e Grajaú.

Na região da Avenida Paulista, árvores foram derrubadas, complicando o trânsito na região. Choveu granizo na região. Na região da Rua da Consolação, um alagamento interditou o Túnel Antônio Bias da Costa Bueno no sentido Centro.

A queda de árvores levou a CET a recomendar os motoristas que evitassem o Corredor Norte-Sul, sentido Aeroporto de Congonhas. Uma árvore que caiu bloqueou quatro faixas da direita na altura do Viaduto Jaceguai; a segunda interditou todas as faixas de rolamento da Ligação Leste-Oeste, no acesso para a Avenida 23 de Maio.

A falta de luz afetava bairros como Pacaembu, Perdizes, Barra Funda, Tatuapé, Mooca e Vila Prudente, segundo informou a AES Eletropaulo às 19h. A concessionária disse ter colocado nas ruas cerca de 1.200 eletricistas para atender as emergências.

Após temporal, semáforos apagados complicaram a volta para casa. (Foto: Claudio Manculi/Frame/Estadão Conteúdo)Após temporal, semáforos apagados complicaram a volta para casa. (Foto: Claudio Manculi/Frame/Estadão Conteúdo)
G1