BESSA GRILL
Início » Notícias » Chuva alaga estacionamento que nega clientes por risco de enchente

Chuva alaga estacionamento que nega clientes por risco de enchente

Estabelecimento fica em cruzamento da Avenida Pompeia. Proprietário avisa que limitará atendimento até 10 de março.

15/02/2013 06:48

Chuva e alagamento na região da Vila Pompeia, em São Paulo. (Foto: Paulo Preto/ Futura Press/ Estadão Conteúdo)Placa em estacionamento tem aviso sobre área com risco de alagamento. (Foto: Paulo Preto/ Futura Press/ Estadão Conteúdo)
saiba mais

Um estacionamento na Pompeia, na Zona Oeste de São Paulo, foi um dos pontos tomados pelos alagamentos causados pelo temporal que atingiu a cidade nesta quinta-feira (14). Por causa das estragos das chuvas na região, o estabelecimento já havia colocado uma placa avisando aos clientes que deixará de receber mensalistas entre 20 de janeiro e 10 de março.

O ponto fica na esquina da Rua Venâncio Aires com Avenida Pompeia. Em um cartaz, o estabelecimento explica que só atenderá clientes das lojas. Entretanto, no período, não vai receber mensalistas ou clientes avulsos “por motivo de chuva”. Por fim, a placa avisa: “área com risco de alagamento”.

Árvore caída em calçada da Avenida Morumbi (Foto: Clara Velasco/G1)Árvore caída em calçada da Avenida Morumbi
nesta noite (Foto: Clara Velasco/G1)

Consequências do temporal
Segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), a cidade chegou a ter 47 pontos de alagamentos, sendo 29 intransitáveis.

Ainda segundo a CET, ao menos 15 árvores caíram na cidade por causa do temporal. Além disso, houve falta de luz em alguns bairros e semáforos apagados.

Uma das árvores caiu sobre três carros estacionados na Rua Vanderlei, altura da Rua Cardoso de Almeida, em Perdizes, na Zona Oeste de São Paulo. Não havia passageiros nos automóveis e ninguém ficou ferido.

Parte da rua, no entanto, ficou sem luz. Os motoristas enfrentaram dificuldades para transitar na região por causa da árvore. No horário, essa ocorrência em Perdizes ainda não constava na lista da CET.

Uma árvore também bloqueava a calçada da Avenida Morumbi, sem atrapalhar o trânsito. Também havia registro de quedas na Rua João Cachoeira, na Rua Frei Caneca e na Avenida Queiroz Filho.

Toda a capital paulista entrou em estado de atenção para alagamentos às 17h40, segundo o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), da Prefeitura. Às 19h50, a chuva havia diminuído e a cidade deixou o estado de atenção.

Semáforos em Perdizes (Foto: Flavia Mantovani/G1)Semáforo apagado em rua de Perdizes
na noite desta quinta (Foto: Flavia Mantovani/G1)

Falta de luz
A tempestade deixou sete bairros das zonas Sul e Oeste de São Paulo parcial ou totalmente sem energia elétrica entre o fim da tarde e início da noite, de acordo com a concessionária Eletropaulo. A falta de energia afetou os bairros Santo Amaro, Brooklin, Vila Olímpia, Morumbi, Pinheiros, Butantã e Lapa.

Segundo a Eletropaulo, técnicos da concessionária trabalhavam nesta noite para restabelecer a energia em ocorrências espalhadas nestes bairros. No entanto, as equipes encontravam dificuldades de deslocamento devido aos pontos de alagamento na cidade.

De acordo com a CET, por volta das 21h30 as vias da capital registraram 82 semáforos apagados, além de outros 36 em amarelo intermitente. Os registros são desde as 17h, quando começou a chuva forte na cidade.

árvore cai chuva sp (Foto: Carlos Pessuto/Futura Press/Estadão Conteúdo)Queda de árvore no cruzamento das ruas 1822 e do Grito, no Ipiranga.  (Foto: Carlos Pessuto/Futura Press/Estadão Conteúdo)
G1