BESSA GRILL
Início » Cidades » Cão amarrado à linha do trem é salvo por dona de casa em Lorena, SP

Cão amarrado à linha do trem é salvo por dona de casa em Lorena, SP

12/04/2013 16:07

 

Boney na linha do trem (Foto: Reprodução/TV Vanguarda)Maria de Lourdes salvou o cão e adotou o vira-lata, abandonado na cidade. (Foto: Thiago Leon/THXPHOTO)

A Polícia Civil investiga casos de crimes contra animais em Lorena, no interior de São Paulo. De acordo com uma Organização Não Governamental da cidade, em 20 dias, pelo menos quatro cachorros morreram atropelados após serem amarrados à linha férrea que corta o município.

Há duas semanas, a dona de casa Maria de Lourdes Silva caminhava pelo bairro Vila Geni, próximo à linha férrea, quando avistou dois adolescentes prendendo o cachorro vira-lata no local. “Plantei algumas plantas perto de uma igreja que fica ao lado dos trilhos e estava andando pelo local. Foi quando vi dois meninos agachados e chegando perto vi que eles amarravam um cachorro no trilho”, disse Maria ao G1.

Segundo a dona de casa, ao perguntar para os jovens o que eles estavam fazendo, um deles saiu correndo e o outro disse para ela ficar com o cachorro. “Quando cheguei perto e perguntei o que eles estavam fazendo, um deles me disse ‘Tá com dó? Pega pra você!’”, relatou Lourdes.

O adolescente ainda disse a ela que o pai não tinha condições de sustentar o animal. “O jovem me disse que o seu pai estava desempregado e não queria o cachorro em casa”, explicou a dona de casa. Maria de Lourdes levou o animal para casa e o alimentou. “Levei ele para a casa, dei comida e água, o cachorro estava com muita sede, muito cansado e com fome”, contou. O bicho foi ‘batizado’ com o nome Bonei.

Animal está assustado, segundo Maria de Lourdes. (Foto: Thiago Leon/THXPHOTO)Animal está assustado, segundo Maria de Lourdes.
(Foto: Thiago Leon/THXPHOTO)

A dona de casa relatou que o animal está assustado e não foi embora da residência. “Abri o portão, mas ele não quis ir embora. Ele está com muito medo”, relatou Lourdes. Ela não quer doar o animal, mas diz não ter condições de cuidar de Bonei. “O cachorro é muito carinhoso. Ele nos adotou”, disse.

Ela disse ainda que no ano passado encontrou, no mesmo local, dois cachorros mortos amarrados ao trilho.

Outros casos
A União Protetora dos Animais (UPA) de Lorena, que recebeu a denúncia da dona de casa, cuida de 87 cachorros e 39 gatos abandonados. A presidente da organização, Paola Giordani, disse que atitudes como a dos adolescentes têm sido rotineira na cidade.

“Nos últimos 20 dias, quatro cachorros morreram amarrados na trilha do trem de Lorena. Eles amarram os animais, principalmente de madrugada, pois é um dos horários que o trem passa no local e acaba matando os cachorros”, afirmou a presidente da UPA, que acredita que pessoas de outras cidades da região têm ido até Lorena e abandonado os animais.

Investigação
De acordo com o delegado titular do 2º Distrito Policial, Marcelo Hial, o caso foi registrado na última terça-feira (9) e já está sendo investigado. “São coisas que moleques estão fazendo com animais de rua por puro sadismo. Estamos investigando e trabalhando para identificar essas pessoas”, afirmou o delegado.

A pena para o crime de maus tratos vai de três meses a um ano de detenção e multa, de acordo com a lei de crimes ambientais, e pode ser aumentada de um sexto a um terço, se ocorrer morte do animal.

Procurada pelo G1, a Polícia Militar informou que o bairro vai continuar sendo monitorado pelas rondas seguindo a escala normal da corporação.