BESSA GRILL
Início » Esportes » CAMPEONATO CARIOCA: Goleiros brilham, e Fla e Vasco empatam sem gols no Maracanã

CAMPEONATO CARIOCA: Goleiros brilham, e Fla e Vasco empatam sem gols no Maracanã

12/04/2015 19:35

 

Flamengo e Vasco até tentaram, mas não conseguiram balançar as redes neste domingo, quando os goleiros brilharam e foram protagonistas do “clássico dos milhões”. Martín Silva teve participação importante, mas foi Paulo Victor quem teve a vida mais complicada nesta tarde, sendo obrigado a fazer defesas quase impossíveis para segurar o placar de 0 a 0 e evitar um tropeço da equipe rubro-negra na partida de ida da semifinal do Campeonato Carioca.

Veja todos os detalhes do jogo.

As equipes voltam a se encontrar no próximo domingo (19), novamente no Maracanã, ainda sem horário confirmado. Como fez melhor campanha que o Vasco, o Flamengo pode empatar a partida de volta que avança à final do Campeonato Carioca. Para a equipe cruzmaltina, só a vitória interessa.

Como já era de se esperar, Vasco e Flamengo fizeram um primeiro tempo recheado de entradas fortes, confusões envolvendo os jogadores e, só a partir do meio para frente, lances de perigo nos setores ofensivos.

 Foto: Jorge Rodrigues / Agência Eleven / Gazeta Press
Entrada de Jonas causa confusão entre os jogadores no Maracanã

Foto: Jorge Rodrigues / Agência Eleven / Gazeta Press

Apesar da tensão, o árbitro controlou bem o jogo e distribuiu apenas dois amarelos na etapa inicial. O mais contestado foi para Jonas, que ergueu muito o pé e cometeu falta duríssima sobre Gilberto. Com a bola rolando, Julio dos Santos tentou para os alvinegros, mas sua cabeçada foi espalmada por Paulo Victor. Como resposta, Marcelo Cirino saiu na cara de Martín Silva e viu o uruguaio fazer ótima defesa após sua finalização.

Com as entradas de Dagoberto e Bernardo, o Vasco voltou melhor do intervalo e deu muito trabalho para o goleiro flamenguista. Bernardo, Rafael Silva e Gilberto tiveram oportunidade claras para marcar, mas Paulo Victor provou que vive um dos melhores momentos de sua carreira e, literalmente, fechou o gol. O Flamengo teve apenas duas oportunidades, não tão perigosas quanto o rival, mas bem interceptadas por Martín Silva, coroando a bela atuação dos arqueiros no Maracanã.

 Foto: Pedro Martins / AGIF / Gazeta Press
Marcelo Cirino desperdiçou boas oportunidades no clássico deste domingo

Foto: Pedro Martins / AGIF / Gazeta Press

Professor voltou para ficar

 Foto: Gilvan de Souza / Flamengo / Divulgação
Vanderlei Luxemburgo voltou ao banco de reservas neste domingo

Foto: Gilvan de Souza / Flamengo / Divulgação

Vanderlei Luxemburgo voltou ao banco de reservas neste domingo. Suspenso por dois jogos por dizer que era necessário “dar porrada” na Federação de Futebol do Rio de Janeiro (Ferj), o técnico não esteve em campo contra Fluminense e Nova Iguaçu e teve que delegar a responsabilidade para o ex-jogador Deivid, hoje auxiliar técnico. Especulado no São Paulo, Luxa agradeceu o interesse do clube paulista, mas garantiu a própria permanência no Flamengo.

Devagar, Jonas!

 Foto: Jorge Rodrigues / Agência Eleven / Gazeta Press
Luxemburgo consola Jonas após alteração no começo da partida

Foto: Jorge Rodrigues / Agência Eleven / Gazeta Press

Jonas, conhecido popularmente como Schweinsteiger do Maranhão, exagerou na força logo no começo do jogo e por pouco não prejudicou o Flamengo. Aos 10min, o volante levantou muito a perna e cravou a chuteira no peito de Gilberto, sobrando até um arranhão no rosto do atacante rival. O lance lembrou muito a entrada de De Jong em Xabi Alonso na final da Copa do Mundo de 2010. A punição, inclusive, foi a mesma. Apenas um cartão amarelo. Preocupado com uma possível expulsão, Luxemburgo tirou Jonas de campo cinco minutos depois e consolou o jogador no banco de reservas. Na internet, diferente do árbitro, torcedores não perdoaram o lance.

www.reporteriedoferreira.com