BESSA GRILL
Início » Notícias » Bate-boca e confusão na ALPB após Cida Ramos acusar Raniery de ter chamado Ricardo de ladrão

Bate-boca e confusão na ALPB após Cida Ramos acusar Raniery de ter chamado Ricardo de ladrão

27/03/2019 20:26

 

Sede da Assembleia Legislativa da Paraíba

Uma confusão protagonizada pelos deputados Cida Ramos, Raniery Paulino e Cabo Gilberto encerrou mais cedo o pequeno expediente na sessão desta quarta-feira (27) na Assembleia Legislativa. No plenário, os três trocaram farpas logo após pronunciamento do deputado Hervázio Bezerra.

Na tribuna, o líder do Governo, Ricardo Barbosa, aguardava para fazer seu discurso. Presidindo a sessão, Pollyana Dutra alertou Cida Ramos para o decoro parlamentar, mas sem conseguir amenizar a discussão, ela encerrou a sessão. O áudio dos microfones do plenário foi cortado durante a confusão.

Com a sessão encerrada, Ricardo Barbosa e Tovar Correia Lima, que já se desentenderam anteriormente, tiveram uma nova discussão

Cida argumenta que Raniery chamou o ex-governador Ricardo Coutinho de ladrão, no plenário. “Eu acho que são acusações muito graves. Contra Ricardo Coutinho não pesa absolutamente nada. Como parlamentar e ex-gestora não posso aceitar esse tipo de provocação, de mentiras. Ele disse uma coisa, eu disse outra. Disse que ele gosta de ser vítima, de acusar, mas não aceita acusações”, frisou.

Paulino, por sua vez, acusou Cida Ramos de mentir. “Ela não pode colocar palavras na minha boca. Eu nunca disse isso. Tenho muita responsabilidade com o que digo”, afirmou. Para ele, a sessão foi encerrada porque os parlamentares abordaram investigação contra a organização social Cruz Vermelha.

Cida afirmou ainda que o Cabo Gilberto tentou argumentar que a sessão não foi encerrada, no entanto, a assessoria do plenário constatou o encerramento.

MaisPB