BESSA GRILL
Início » Internacionais » Tufão Soulik causa morte de policial e deixa mais de 30 feridos em Taiwan

Tufão Soulik causa morte de policial e deixa mais de 30 feridos em Taiwan

13/07/2013 11:50

Ônibus tem dificuldades em circular em Taipé. (Foto: Wally Santana / AP Photo)Ônibus tem dificuldades em circular em Taipei. (Foto: Wally Santana / AP Photo)

O tufão Soulik atingiu Taiwan neste sábado (13) com ventos fortes e chuvas torrenciais, causando uma morte e fazendo ao menos 30 feridos, segundo um balanço preliminar fornecido pelas autoridades locais.

As autoridades taiwanesas acreditam que as perturbações meteorológicas devem continuar durante todo o sábado e advertiram para o risco de desmoronamento e inundações, principalmente nas regiões do sul do país.

As autoridades declararam toda a ilha “em estado de alerta” e enviaram o Exército para as áreas mais perigosas. Mais de 8.000 pessoas foram retiradas com a aproximação do tufão.

Na capital, Taipei, um oficial de 50 anos morreu após ser atingido por tijolos arrancados pelo tufão, indicou o Centro de Operações de Emergência.

Trinta e uma pessoas ficaram feridas, três delas em estado grave, em quatro cidades no nordeste de Taiwan.

Sulik atingiu a costa nordeste neste sábado às 3h (17h de sexta-feira no horário de Brasília), com ventos de 190 km/h, de acordo com o Instituto de Meteorologia.

Cerca de 800 mil casas ficaram sem energia, mas em metade delas o fornecimento de energia já foi restabelecido nesta manhã, informou a Taiwan Power Company.

Cerca de 170 voos foram cancelados ou atrasados , bloqueando centenas de passageiros nos aeroportos.

China
Soulik tocou terra na tarde deste sábado na província de Fujian, no sudeste da China, onde as autoridades já haviam retirado 304 mil pessoas, informaram as autoridades provinciais.

Carros danificados por árvores derrubadas pelo tufão Soulik neste sábado (13) em Taipei, Taiwan (Foto: Mark Ralston/AFP)Carros danificados por árvores derrubadas pelo tufão Soulik neste sábado (13) em Taipei, Taiwan (Foto: Mark Ralston/AFP)
G1