Terremoto na ilha de Lombok, na Indonésia
Reprodução

Terremoto na ilha de Lombok, na Indonésia

Um forte terremoto na Indonésia deixou vítimas fatais na manhã deste domingo (29) no horário local, por volta das 7h (20h de sábado no horário de Brasília). O tremor, de 6,4 de magnitude, atingiu a ilha turística Lombok. As autoridades do país dizem que, pelo menos, 14 pessoas morreram e 160 estão feridas.

De acordo com o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS, na sigla em inglês), o sismo na Indonésia ocorreu a uma profundidade de sete quilômetros, com epicentro na ilha de Lombok.

Entre os óbitos está uma mulher de 30 anos de idade, que visitava o Monte Rinjani, um destino popular de trekking, segundo informou um comunicado do porta-voz da Agência Nacional de Gestão de Desastres do país, Sutopo Purwo Nugroho. Por conta de relatos de deslizamento de terra , a área estava fechada para os escaladores.

A eletricidade foi cortada na área mais atingida, Sembalun, uma região pouco povoada de plantações de arroz e nas encostas do Monte Rinjani, no lado norte da ilha.

Houve outros tremores – cerca de 60 -, sendo um mais forte de 5,7 na escala Richter.

Terremoto na Indonésia atinge ilha turística

A ilha, localizada a 40km à leste da paradisíaca Bali, no sudeste do país, atrai turistas de todo o mundo. Composto por milhares de ilhas, o arquipélago da Indonésia está na zona denominada Cinturão de Fogo do Pacífico, por conta de sua intensa atividade sísmica.

Segundo a publicação britânica BBC, por conta do terremoto , muitas edificações foram destruídas o que contribuiu para que dezenas de pessoas ficassem feridas.

O país é frequentemente abalado por sismos, a maioria inofensiva, mas esta região acompanha com atenção qualquer atividade sísmica pelo risco de tsunami.

Em 2004, um tsunami provocado por um terremoto de magnitude 9,3 frente à costa de Sumatra, no oeste da Indonésia, deixou 220 mil mortos em vários países voltados para o Oceano Índico. Destes, 168 mil viviam na Indonésia .

Por Ig