BESSA GRILL
Início » Internacionais » Polícia e manifestantes anti-governo entram em confronto na Tailândia

Polícia e manifestantes anti-governo entram em confronto na Tailândia

1/12/2013 06:17

 

Polícia enfrenta manifestantes anti-governistas na Tailândia. Forças de segurança cercaram sede do Executivo. (Foto: Pornchai Kittiwongsakul/AFP)
Polícia enfrenta manifestantes anti-governistas na Tailândia. Forças de segurança cercaram sede do Executivo. (Foto: Pornchai Kittiwongsakul/AFP)

As forças de segurança jogaram neste domingo (1) gás lacrimogêneo contra os manifestantes anti-governo que tentam ocupar a sede do Executivo, em Bangcoc,Tailândia, protegida com blocos de concreto e milhares de policiais e soldados. Antes disso, os manifestantes invadiram um prédio de Relações Públicas do Governo.

No sábado (30), pelo menos duas pessoas morreram e dezenas ficaram feridas após os confrontos entre simpatizantes e opositores da primeira-ministra, Yingluck Shinawatra, à qual a oposição acusa de corrupção e ser um fantoche de seu irmão Thaksin.

A Polícia começou a lançar gás lacrimogêneo depois que os manifestantes tentaram pular uma das cercas de concreto e arame farpado que protegem as diferentes entradas da sede governamental.

‘Camisas vermelhas’
Já os ‘camisas vermelhas’, leais à primeira-ministra, Yingluck Shinawatra, finalizaram hoje a mobilização no estádio Rajamangala, depois que um de seus líderes, Jatuporn Promphan, anunciou que quatro ‘camisas vermelhas’ morreram, além de um estudante, em confrontos no sábado à noite em Bangcoc.

As autoridades não confirmaram por enquanto as quatro vítimas dos ‘camisas vermelhas’, só dois mortos e vários feridos nos confrontos que aconteceram nos arredores do estádio Rajamangala na capital.

“Decidimos retornar para casa para evitar que se complique mais a situação para o Governo”, disse Thida Thavornseth aos ‘camisas vermelhas’ reunidos no estádio nacional Rajamangala de Bangcoc, com capacidade para cerca de 49 mil pessoas, segundo o jornal local ‘Bangcoc Post’.

Jatuporn Promphan, outro dos líderes da mobilização pró-governo, destacou que quatro ‘camisas vermelhas’ morreram, além de um estudante, na violência de ontem em Bangcoc.

Um estudante de 21 anos que se manifestava a favor do Governo perdeu a vida por causa de um tiro que lhe perfurou um pulmão, segundo fontes da saúde citadas pela imprensa.

A outra vítima fatal, segundo a Polícia, é um soldado de 23 anos, simpatizante dos ‘camisas vermelhas’, que morreu perto do estádio Rajamangala com um tiro na cabeça.

As manifestações para derrubar o Governo de Yingluck Shinawata começaram em outubro e ganharam força no final de novembro com a ocupação de ministérios para paralisar a administração, mas até este sábado os atos tinham transcorrido em geral sem violência, salvo atos isolados.

Manifestante de oposição joga fumaça contra a polícia na Tailândia (Foto: Nicolas Asfouri/ AFP)Manifestante de oposição joga fumaça contra a polícia na Tailândia (Foto: Nicolas Asfouri/ AFP)