BESSA GRILL
Início » Internacionais » Papa Francisco abençoa fiéis neste domingo de Páscoa

Papa Francisco abençoa fiéis neste domingo de Páscoa

7/04/2015 11:30

 

Papa Francisco dá a benção 'Urbi et Orbi' na praça São Pedro, no Vaticano, neste domingo de Páscoa (Foto: AFP PHOTO/FILIPPO MONTEFORTE )

Papa Francisco dá a benção ‘Urbi et Orbi’ na praça
São Pedro, no Vaticano, neste domingo de Páscoa
(Foto: AFP PHOTO/FILIPPO MONTEFORTE )

Lotada de fiéis apesar da chuva insistente que caía sobre o Vaticano, a praça São Pedro recebeu o Papa Francisco neste domingo (5), dia de Páscoa. O pontífice deu a benção “Urbi et Orbi” (“À cidade de Roma e ao mundo”), durante a qual ele aborda os principais temas da atualidade. Assista acima ao vídeo da reportagem.

Desta vez, o Papa comentou as negociações sobre o programa nuclear do Irã, país que estabeleceu com as potências mundiais as bases para um acordo definitivo a ser assinado até o dia 30 de junho.

“Com esperança, confiamos ao Senhor, que é tão misericordioso, o compromisso assumido nos últimos dias em Lausanne [Suíça], de modo que seja um passo definitivo rumo a um mundo mais seguro e fraterno”, afirmou.

O Papa Francisco pediu também pelo fim das tragédias e perseguições em nome da religião na África e no Oriente Médio. “Que uma oração incessante suba de todas as pessoas de boa vontade por aqueles que perderam suas vidas – penso especialmente nos jovens que foram mortos na quinta-feira na Universidade de Garissa, no Quênia – para todos aqueles que foram sequestrados”, declarou o chefe da Igreja católica sobre a morte de cerca de 150 estudantes, em sua maioria cristãos, por um comando islamita shebab.

O pontífice apelou à comunidade internacional “para não ficar passiva à imensa tragédia humanitária na Síria e no Iraque”, e dos “muitos refugiados”. “Que termine o choque das armas e que seja restaurada a boa convivência entre os diferentes grupos que compõem este país amado”, insistiu.

Sem mencionar a perseguição de grupos jihadistas contra os cristãos, o Papa pediu a Cristo “para aliviar o sofrimento de tantos dos nossos irmãos perseguidos por causa do seu nome”.

www.reporteriedoferreira.com Por G1