Antes de se mudar para a Casa Branca, o presidente dos EUA, Donald Trump, vivia com a família na Trump Tower
Reprodução/Twitter

Antes de se mudar para a Casa Branca, o presidente dos EUA, Donald Trump, vivia com a família na Trump Tower

Pelo menos uma pessoa morreu após um incêndio atingir a Trump Tower – o arranha-céu inaugurado pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump , enquanto empresário, em 1983. A vítima chegou a ser levada para um hospital, mas não resistiu aos ferimentos. 

Localizado na cidade de Nova York, nos Estados Unidos, o prédio foi tomado por fogo na noites desse sábado (7). As causas do incêndio na Trump Tower não foram divulgadas pela polícia local ainda, que investiga o incidente. 

Além da vítima fatal, outros quatro bombeiros estão feridos. De acordo com o Departamento de Bombeiros de Nova York (FDNY, na sigla em inglês), o fogo foi registrado 50º andar do edifício e foram enviadas equipes de quatro cartéis diferentes para conter as chamas.

Leia também: Ex-presidente da Coreia do Sul é condenada a 24 anos de prisão por corrupção

A pessoa que morreu, de acordo com as agências internacionais, era um homem de 67 anos de idade. A sua identidade não foi revelada, tampouco as dos bombeiros que ficaram feridos.

Antigo lar da família de Donald Trump

Além de ter sido concebido e inaugurado pelo presidente Trump, o edifício abriga o apartamento do magnata, onde ele, a primeira-dama, Melania, e Barron, filho do casal, moravam até se mudarem para a Casa Branca. Nenhum deles estava no edifício no momento do incêndio. 

No Twitter, o presidente dos Estados Unidos comentou o incêndio e saiu em defesa da estrutura do edifício.  “O fogo está controlado. Prédio muito bem construído. Bombeiros fizeram um bom trabalho. Obrigado!”, escreveu ele, por volta das 19h40 de ontem.  O incêndio teve início perto das 19 horas, no horário de Brasília. 

Trump Tower  está localizada exatamente na Quinta Avenida de Nova York, perto do Central Park. Hoje, ela abriga apartamentos domiciliares e escritórios comerciais – inclusive o escritório de Donald Trump. Apesar do fogo, os bombeiros norte-americanos não precisaram evacuar o prédio para apagar as chamas. 

www.reporteriedoferreira.com.br Por Ig