BESSA GRILL
Início » Internacionais » ‘Homem-pássaro’ voa ao lado do Monte Fuji, no Japão

‘Homem-pássaro’ voa ao lado do Monte Fuji, no Japão

Suíço Yves Rossy usa asas de propulsão a jato feitas de fibra de carbono. Aventura foi a sua primeira na Ásia.

6/11/2013 10:04

O suíço Yves Rossy, conhecido como “Jetman” ou “homem-pássaro”, completou recentemente um voo perto do Monte Fuji, no Japão, utilizando asas de propulsão a jato feitas de fibra de carbono. O voo foi sua primeira aventura na Ásia.

O suíço Yves Rossy, conhecido como "Jetman" ou “homem-pássaro”, voa perto do Monte Fuji (Foto: Katsuhiko Tokunaga/Breitling Sa & Jetman Project/AFP)
O suíço Yves Rossy, conhecido como “Jetman” ou “homem-pássaro”, voa perto do Monte Fuji (Foto: Katsuhiko Tokunaga/Breitling Sa & Jetman Project/AFP)

O voo foi feito para comemorar a inclusão do Monte Fuji na lista de patrimônios mundiais da humanidade, segundo a Organização das Nações Unidas para a Educação,  Ciência e Cultura (Unesco). O reconhecimento ocorreu em junho deste ano.

Rossy completou um total de nove voos no Japão entre os dias 28 de outubro e 3 de novembro, segundo o jornal britânico “Telegraph”.

Ele usa asas de propulsão a jato feitas de fibra de carbono para voar (Foto: Katsuhiko Tokunaga/Breitling Sa & Jetman Project/AP)
Ele usa asas de propulsão a jato feitas de fibra de carbono para voar (Foto: Katsuhiko Tokunaga/Breitling Sa & Jetman Project/AP)

Ele é capaz de voar a mais de 300 km/h com suas vestes utilizando um controle-remoto. Rossy já chegou a uma altitude de mais de 3,6 mil metros e pode voar por até 15 km.

Desde 2004 o piloto já conseguiu atravessar o lago Léman e o Canal da Mancha com asas de propulsão a jato, além de já ter sobrevoado os Alpes Suíços e o Grand Canyon.

Desde 2004 o piloto já conseguiu atravessar o lago Léman e o Canal da Mancha com asas de propulsão a jato, além de já ter sobrevoado os Alpes Suíços e o Grand Canyon. (Foto: Katsuhiko Tokunaga/Breitling Sa & Jetman Project/AP)
Desde 2004 o piloto já conseguiu atravessar o lago Léman e o Canal da Mancha com asas de propulsão a jato, além de já ter sobrevoado os Alpes Suíços e o Grand Canyon. (Foto: Katsuhiko Tokunaga/Breitling Sa & Jetman Project/AP)
G1