BESSA GRILL
Início » Internacionais » Hillary ataca plano de Trump e diz que criará 10 milhões de empregos

Hillary ataca plano de Trump e diz que criará 10 milhões de empregos

11/08/2016 20:30

Candidata democrata critica corte de impostos proposto por Trump.
Eleições serão no dia 8 de novembro.

hillaryHillary Clinton fala de economia nesta quinta-feira (11) em Michigan (Foto: AP Photo/Andrew Harnik)

Hillary Clinton, candidata democrata à presidência dos EUA, criticou nesta quinta-feira (11) o plano econômico anunciado por seu concorrente republicano Donald Trump no início desta semana e disse que vai criar mais de 10 milhões de empregos se for eleita nas eleições de 8 de novembro.ilhões de empregos”, disse em discurso em Warren, no estado de Michigan.

“Estou concorrendo para presidente para construir uma economia que trabalhe para todo mundo e não só para aqueles que estão no topo”, afirmou.

Segundo Hillary, “até os especialistas conservadores dizem que a agenda de Trump vai levar nossa economia de volta à recessão”.

Disse que o plano de Trump de cortar impostos de algumas empresas beneficiaria suas empresas. “Ele pagaria menos impostos do que milhões de famílias de classe média”, afirmou. “Donald Trump quer dar trilhões em benefícios fiscais para pessoas como ele”.

A democrata prometeu conseguir um grande investimento para a criação de empregos. “Começando no primeiro dia, vamos trabalhar com os dois partidos para passar o maior investimento em empregos novos e que paguem bem desde a Segunda Guerra Mundial”, afirmou.

“Cada americano disposta a trabalhar duro deveria poder encontrar um emprego que ofereça dignidade, orgulho e pagamento decente que pode sustentar uma família”, acrescentou.

A candidata também prometeu investir US$ 10 bilhões em parcerias para incentivar a manufatura em todo o país.

Hillary ainda disse que vai trabalhar para melhorar os sistemas de água, investir em energia limpa e melhorar as escolas e faculdades. Defendeu que as faculdades tenham matrícula gratuita para a classe média e disse que vai acabar com o crédito estudantil.

Falou que é contra qualquer acordo de comércio que “mate empregos ou mantenha baixos salários” e se opôs ao Tratado de Livre Comércio Trans-Pacífico (TPP, na sigla em inglês). O acordo de livre-comércio foi defendido por Obama e pretende eliminar tarifas entre 12 países para a comercialização de determinados bens e serviços. Hillary chegou a defender o tratado quando era secretária de Estado, mas se opôs a ele no ano passado.

Olimpíada
A candidata usou a Olimpíada para atacar a retórica de Trump, e o criticou por promover o medo entre os americanos. “Trump pode falar bastante sobre comércio, mas sua abordagem é baseada no medo, não força. Medo de que não podemos concorrer com o resto do mundo”, disse.

“Se a equipe americana fosse tão medrosa como Trump, então Michael Phelps e Simone Biles estariam encolhidos no vestiário, com medo de sair e competir. Ao contrário, eles estão lá ganhando medalhas de ouro”, acrescentou.

“A América não tem medo de competir”, disse.

www.reporteriedoferreira.com Por G1