BESSA GRILL
Início » Internacionais » Exércitos do Níger e do Chade retomam cidade do Boko Haram

Exércitos do Níger e do Chade retomam cidade do Boko Haram

Países lançaram ofensiva na Nigéria neste domingo (8). Damasak estava em poder de extremistas desde novembro.

9/03/2015 10:10

 

chad-boko-haram-flint_franTropas do Chade participam de cerimônia em base em N’djamena, no Chade, nesta segunda-feira (9). País iniciou ofensiva contra o Bolo Haram na Nigéria neste domingo (8) (Foto: Jerome Delay/AP)

 

 

Os Exércitos do Níger e do Chade – que lançaram neste domingo (8) uma ofensiva na Nigéria contra o Boko Haram – retomaram a cidade de Damasak, no noroeste do país, das mãos dos extremistas que a controlavam desde novembro, informaram nesta segunda-feira (9) fontes de segurança do Chade.

Cerca de 200 combatentes do Boko Jaram morreram na ofensiva, assim como 10 soldados do Chade, segundo a fonte. “Damasak foi retomada pela coalizão após violentos combates”, confirmou um oficial nigerino.

saiba mais

Países lançam ofensiva contra Boko Haram após grupo jurar lealdade ao EI
Grupo nigeriano Boko Haram promete lealdade ao Estado Islâmico
Exército sírio mata comandante do Estado Islâmico, diz imprensa estatal
Por fé e lucro, Estado Islâmico promove onda de destruição de patrimônio histórico no Iraque
Série de explosões na Nigéria deixa ao menos 50 mortos
Milhares de soldados nigerianos e chadianos estão posicionados há mais de um mês na província de Diffa sob o fogo do Boko Haram.

No sábado, o líder do Boko Haram, Abubakar Shekau, jurou lealdade ao EI, segundo uma mensagem de áudio divulgada no Twitter. “Anunciamos nossa lealdade ao califa dos muçulmanos, Ibrahim”, diz uma voz na mensagem, em referência ao líder do EI, Abu Bakr al-Bagdadi.

Aliança
A ofensiva regional, lançada no final de janeiro pelo Chade, Camarões e Níger – também alvos de ataques islamitas na região do Lago Chade – enfraqueceu consideravelmente o Boko Haram, que perdeu várias posições no extremo norte da Nigéria.

O Boko Haram, que alega possuir milhares de combatentes, continua a multiplicar seus ataques nas grandes cidades do norte do país, massacrando populações inteiras. No sábado, três explosões deixaram 58 mortos e 139 feridos na cidade de Maiduguri, antigo reduto do Boko Haram no nordeste da Nigéria.

No mesmo dia, o exército nigeriano anunciou ter retomado novas localidades do nordeste: Buni Yadi e Buni Gari, no estado de Yobe, e Marte, no estado de Borno.

Nos últimos meses surgiram sinais de aproximação entre o grupo nigeriano e o Estado Islâmico, especialmente em relação a transmissão dos comunicados.

www.reporteriedoferreira.com   G1