BESSA GRILL
Início » Internacionais » EUA estão abertos para negociar com a Coreia do Norte, diz John Kerry

EUA estão abertos para negociar com a Coreia do Norte, diz John Kerry

'Bola está no campo de Pyongyang', afirmou principal diplomata americano. Coreia do Norte vem ameaçando atacar EUA, Coreia do Sul e Japão.

14/04/2013 23:52

O secretário de Estado dos EUA, John Kerry, disse que os EUA estão abertos a negociações com a Coreia do Norte, após as semanas de escalada retórica do fechado regime comunista de Pyongyang, que levou ao aumento da tensão militar na Península Coreana.

Mas o chefe da diplomacia americana pediu que a Coreia do Norte “dê um passo adiante”.

“Os Estados Unidos seguem abertos a negociações honestas e críveis sobre a desnuclearização [da Coreia do Norte], mas a bola está no campo de Pyongyang, disse Kerry em discurso em Tóquio nesta segunda-feira (15).

mapa coreias 05.04 (Foto: Arte/G1)

O chefe da diplomacia americana está em Tóquio para a última etapa de sua viagem pela Ásia, após Pequim e Seul, com o objetivo de reafirmar o apoio de Washington a seus aliados na região diante da ameaça norte-coreana.

“Nos últimos dias mantive longas discussões com os líderes de Coreia do Sul e China, com os ministros de Relações Exteriores, e vou conversar hoje com o primeiro-ministro (japonês) Abe”, resumiu Kerry diante de autoridades japonesas e americanas.

“Uma coisa é certa: estamos unidos e não há qualquer dúvida a este respeito; o perigoso programa de míssil nuclear norte-coreano ameaça não apenas os vizinhos da Coreia do Norte, mas também seu próprio povo.”

Reafirmando sua oferta de diálogo com Pyongyang, Kerry destacou que a Coreia do Norte precisa dar “passos importantes para demonstrar que irá cumprir seus compromissos e as leis internacionais”.

A Coreia do Norte elevou o tom de suas ameaças de guerra nas últimas semanas, após sofrer uma nova rodada de sanções do Conselho de Segurança da ONU, em represália à realização de seu terceiro teste nuclear.

O fechado regime comunista de Pyongyang também quer que Estados Unidos e Coreia do Sul detenham as manobras militares conjuntas na região da península.

A Coreia do Norte já ameaçou atacar EUA, Coreia do Sul e também o Japão, gerando apreensão na comunidade internacional.

O regime norte-coreano pode realizar um teste de míssil nesta segunda-feira, dia 15 de abril, data do nascimento do fundador da Coreia do Norte, Kim Il-Sung, avô do atual líder, Kim Jong-Un.

O secretário de Estado dos EUA, John KErry, encontra seu colega japonês Fumio Kishida neste domingo (14) em Tóquio (Foto: AFP)O secretário de Estado dos EUA, John KErry, encontra seu colega japonês Fumio Kishida neste domingo (14) em Tóquio (Foto: AFP)
G1