Início » Internacional » Erupção do vulcão havaiano Kilauea entra em fase explosiva

Erupção do vulcão havaiano Kilauea entra em fase explosiva

17/05/2018 20:50 29 views

 

Fissura vulcânica com fontes de lava de até 70 metros em Leilani Estates (Havaí) FOTO: KILAUEA HAWAI (USGS). VÍDEO: ATLAS

O vulcão Kilauea, o mais ativo do Havaí, passou nesta quinta-feira, dia 17, por uma nova erupção que lançou cinza a mais de 9.100 metros de altura sobre a Ilha Grande. As poderosas explosões podem espalhar “blocos balísticos” do tamanho de pequenos carros a uma distância de mais de um quilômetro e disparar projéteis do tamanho de pequenas pedras a uma distância de até 19 quilômetros, segundo alertou o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS, na sigla em inglês). As autoridades aconselharam os moradores a se refugiarem para evitar o contato com o material emitido pelo Kilauea.

Na quarta-feira, o vulcão lançou grandes piroclastos no que poderiam ser o início de uma nova onda de erupções vulcânicas, segundo o USGS. O órgão prevê para os próximos dias explosões mais fortes impelidas pelo vapor. Estas últimas, de acordo com o USGS, poderão produzir uma nuvem de cinzas de até 6.100 metros acima da cratera e lançar pedras de 10 a 12 toneladas até 800 metros de distância.

 

“Nesta manhã foram encontrados blocos balísticos densos de até 60 centímetros de largura a centenas de metros de Halemaumau [a cratera do Kilauea]”, informou na quarta-feira o USGS em um comunicado. “Isso é o reflexo das explosões mais energéticas observadas até agora e poderá indicar o início da atividade explosiva provocada pelo vapor”, acrescentou.

O Serviço Geológico dos EUA elevou o alerta vermelho para o nível de erupção do vulcão Kilauea no Kavaí, onde vivem 185.000 pessoas. Cerca de 2.000 residentes já haviam sido removidos de suas casas na zona de Leilani Estates, de 1.700 habitantes, e de Lanipuna Gardens. Um nível de alerta vermelho significa que “uma grande erupção vulcânica é iminente, está acontecendo ou se presume que acontecerá”.

Um forte terremoto de magnitude 5 na quinta-feira, 3 de maio, e outro de 6,9 no dia seguinte desencadearam a erupção do Kilauea, que está localizado no sudeste da ilha. Desde então foram registrados dezenas de tremores na zona, alguns superiores à magnitude 5. A lava se propagou por áreas residenciais e terras agrícolas e ameaça várias estradas que são rotas de saída para as áreas costeiras.

Nesta quarta-feira um terremoto de magnitude 4,2 graus também sacudiu a região. Para tranquilizar os moradores da ilha Grande, as autoridades informaram que não havia risco de tsunami pela atividade vulcânica. Mais erupções desse tipo poderão cobrir o Havaí de cinzas bem mais grossas que as atuais e disseminar o pó e a fumaça vulcânica pelas ilhas havaianas.

Ver imagen en Twitter

Apesar de várias fissuras terem lançado piroclastos para o ar, os fluxos de lava avançaram “pouco” na quarta-feira, cerca de 90 metros na estrada costeira, de acordo com a Defesa Civil do Condado do Havaí em um comunicado. O USGS recomendou aos moradores da ilha que se mantenham informados e prestem atenção às advertências da Defesa Civil do Condado de Havaí.

www.reporteriedoferreira.com.br Por  El País