BESSA GRILL
Início » Internacionais » Eleições na Ucrânia definirão se novo presidente conseguirá formar governo

Eleições na Ucrânia definirão se novo presidente conseguirá formar governo

21/07/2019 10:44
O ator Vladimir  Zelensky, presidente da Ucrânia — Foto: Chris Helgren/Reuters

O ator Vladimir Zelensky, presidente da Ucrânia — Foto: Chris Helgren/Reuters

Acontecem neste domingo (21) as eleições legislativas na Ucrânia, nas quais o novo presidente do país, Vladimir Zelenski, espera obter uma maioria para cumprir suas promessas de mudança.

A votação começou às 8h (2h de Brasília) e terminará às 17h GMT (14h de Brasília).

Zelenski, um ator novato na política que venceu a eleição presidencial em abril, dissolveu o atual Parlamento, hostil a ele, e convocou legislativas antecipadas.

Incapaz de nomear um governo nos dois primeiros meses de exercício, teve que se limitar a declarações de intenções. De acordo com as pesquisas, Zelenski continua a ter um forte apoio, assim como seu partido, Servo do Povo.

A formação –batizada em homenagem a uma série de TV com o mesmo nome em que Zelenski interpretou um presidente– conta com metade das intenções de voto.

O partido se orgulha de ter “lançado um desafio ao sistema” para trazer mudanças e “limpar o país da corrupção” onipresente, a fim de seduzir o eleitorado de um dos países mais pobres da Europa, atingido por uma guerra contra os separatistas pró-russos que deixaram mais de 13 mil mortos em cinco anos.

“Não vemos uma coalizão com o antigo poder”, disse Zelenski, após votar em um bairro residencial de Kiev. Ele informou que há consultas em andamento sobre a nomeação do futuro primeiro-ministro.

“Esse homem tem que ser um economista absolutamente profissional, sem nenhum passado político”, afirmou.

Políticos pós-URSS deverão dominar o Parlamento

Depois das eleições, um “novo governo de profissionais e tecnocratas” será formado com o objetivo de transformar a economia ucraniana em “uma das mais dinâmicas da Europa”, disse Zelenski na quinta-feira (18).

As pesquisas referem-se apenas à metade dos deputados eleitos por sufrágio proporcional, de modo que resta saber se o seu partido obterá uma maioria absoluta ou se deverá formar uma coalizão para nomear um governo.

Na Ucrânia, 225 legisladores são eleitos por voto proporcional, e os outros 199 são eleitos por sufrágio majoritário em um turno.

De acordo com as pesquisas, o partido presidencial é seguido pela frente politica Plataforma de Oposição, que é próxima aos russos.

Estima-se que ao menos três partidos pró-ocidentais menores deverão conseguir os votos necessários para o Parlamento.

Essas eleições são uma novidade era nessa antiga república soviética, dominada até agora por figuras que cresceram na União Soviética.

www.reporteriedoferreira.com.br Po G1