BESSA GRILL
Início » Internacionais » Coreia do Norte alerta EUA às vésperas de exercícios de guerra

Coreia do Norte alerta EUA às vésperas de exercícios de guerra

Tropas americanas sediadas na Coreia do Sul estão prestes a iniciar exercícios de guerra em conjunto com o país asiático, mas norte-coreanos prometem retaliação

23/02/2013 18:13

AP

Em foto de 1º de fevereiro, o USS San Francisco, submarino americano, no porto antes dos exercícios militares dos EUA com a Coreia do Sul

A Coreia do Norte alertou o principal comandante dos EUA sediado na Coreia do Sul de que suas forças sofrerão “uma destruição penosa” se levarem adiante os exercícios de guerra planejados com tropas sul-coreanas, informou a mídia estatal norte-coreana neste sábado.

Pak Rim-su, principal delegado da missão militar norte-coreana no vilarejo de Panmunjom, oficialmente em trégua, transmitiu a mensagem por telefone ao general James Thurman, comandante das Forças dos EUA-Coreia do Sul, afirmou a agência de notícias KCNA.

O fato ocorreu em meio à escalada nas tensões na península coreana na esteira do terceiro teste nuclear da Coreia do Norte no início do mês, um desafio às resoluções da ONU que despertou o repúdio da comunidade internacional.

Uma mensagem direta da missão em Panmunjom ao comandante norte-americano é rara.

O Comando Combinado das Forças EUA-Coreia do Sul irá realizar uma simulação de guerra virtual anual, apelidada de Key Resolve (Determinação Essencial, em tradução livre), entre 11 e 25 de março, envolvendo 10 mil soldados sul-coreanos e 3.500 norte-americanos.

O comando ainda planeja conduzir exercícios conjuntos com manobras em terra, mar e ar. Cerca de 200 mil soldados sul-coreanos e 10 mil norte-americanos devem ser mobilizados durante o exercício de dois meses de duração, que começa em 1º de março.

“Se seu lado desencadear uma guerra de agressão realizando exercícios militares conjuntos levianos… neste momento perigoso, a partir deste momento seu destino estará por um fio a cada hora”, teria dito Pak.

“Seria melhor vocês terem em mente que aqueles que desencadearem uma guerra estão destinados a uma destruição penosa”.

Washington e Seul realizam exercícios regularmente, que dizem ser puramente defensivos.

A Coreia do Norte, que intensificou suas ameaças belicosas aos Estados Unidos e à Coreia do Sul nos últimos meses, os vê como ensaios de uma invasão.

A Coreia do Norte ameaçou o sul com a “destruição final” durante um debate na Conferência da ONU para o Desarmamento, na terça-feira.

Do Ig