BESSA GRILL
Início » Internacionais » Coreia do Norte aconselha estrangeiros a deixarem a Coreia do Sul

Coreia do Norte aconselha estrangeiros a deixarem a Coreia do Sul

9/04/2013 11:00

soldadosA Coreia do Norte recomendou nesta terça-feira aos estrangeiros que vivem na Coreia do Sul a prepararem planos de saída do país, informou a agência estatal KCNA.

A advertência foi feita por um porta-voz do Comitê da Paz da Ásia-Pacífico da Coreia do Norte que assegurou que o regime “não quer ver os estrangeiros da Coreia do Sul afetados em caso de guerra”.

O regime do ditador Kim Jong-un já aconselhou na sexta-feira passada os funcionários das embaixadas estrangeiras em Pyongyang a abandonarem o país antes do dia 10 sob o argumento de uma suposta guerra iminente.

Os diplomatas instalados em Pyongyang se reuniram no fim de semana para discutir sobre a advertência feita na sexta-feira pelo regime norte-coreano: não garantir a segurança das missões diplomáticas na capital a partir de 10 de abril.

A maioria dos governos estrangeiros afetados deram a entender que não têm a intenção de retirar os funcionários, incluindo os sete países da UE (União Europeia) presentes na Coreia do Norte (Alemanha, Reino Unido, Suécia, Polônia, Romênia, República Tcheca e Bulgária).

O ministro alemão das Relações Exteriores, Guido Westerwelle, disse neste domingo (7) que uma data limite para garantir a segurança das embaixadas é “inaceitável”.

Seu colega britânico, William Hague, afirmou que no momento não há necessidade de retirar os diplomatas do país. “Não vimos um reposicionamento de tropas nem um deslocamento de forças terrestres”, disse à BBC. “Por este motivo é importante permanecermos tranquilos, mas também firmes e unidos.”

Um porta-voz do ministério das Relações Exteriores chinês disse ter pedido a Pyongyang que garanta a segurança dos diplomatas chineses e ressaltou que a embaixada continua funcionando “normalmente”.

A ONU (Organização das Nações Unidas) também não pretende retirar seus funcionários.

 

 

 

 

da Folha