Morador próximo ao prédio da sede do Youtube fotografou viaturas chegando ao local, após o tiroteio
Reprodução/ Twitter

Morador próximo ao prédio da sede do Youtube fotografou viaturas chegando ao local, após o tiroteio

Um atirador invadiu a sede do YouTube em San Bruno, no norte da Califórnia, na tarde desta terça-feira (3). O tiroteio foi confirmado pela polícia local. Segundo a emissora norte-americana CNN, oficiais afirmaram que a suspeita do ataque é mulher que teria se matado após o ataque.

Pelo Twitter, funcionários da empresa afirmaram ter ouvido disparos dentro do escritório da empresa. Ao menos quatro pessoas foram encaminhadas ao hospital após o tiroteio, afirmaram autoridades. A condição de saúde das vítimas não foi divulgado. 

Também pelas redes sociais, o Google, dono do Youtube, afirmou que divulgará  informações oficiais sobre o caso assim que elas estiverem disponíveis.

Uma testemunha disse à Fox KTVU que o tiroteio foi muito rápido e houve tiros tanto dentro quanto fora do prédio do Youtube. Segundo a emissora, um homem e duas mulheres foram levados ao hospital SF General. Um dos pacientes, um homem de 37 anos, está em estado crítico. Uma das mulheres está em estado grave, enquanto a outra está em boas condições. Outros quatro a cinco pacientes também são esperados no Centro Médico da Universidade de Stanford. 

De acordo com a prefeita de San Bruno, Connie Jackson, não há ameaça atual para a população. Segundo a prefeita a “situação está sendo controlada. Temos policiais adequados para lidar com a situação. O público deve ficar longe da área”. Existem dezenas de policiais no local. Imagens de helicópteros mostram pessoas saindo do prédio e sendo revistadas pela polícia.

www.reporteriedoferreira.com.br    * Mais informações em instantes