BESSA GRILL
Início » Internacionais » Ataques de avião não tripulado matam líder taleban no Paquistão

Ataques de avião não tripulado matam líder taleban no Paquistão

4/01/2013 01:35

 

 

Alamgir Bitani/Reuters
O lider tribal Mullah Nazir foi morto em um ataque no noroeste do Paquistão, segundo autoridades locais

Pelos menos 15 pessoas, incluindo um líder do grupo insurgente Taleban, morreram nesta quinta-feira em dois ataques de aviões não tripulados no noroeste do Paquistão. A suspeita é que as aeronaves sejam dos Estados Unidos.

Segundo as autoridades paquistanesas, o ataque ao líder Mullah Nazir, que controla o Waiziristão do Sul, aconteceu em Sarkanda. Dois mísseis foram disparados contra áreas tribais e atingiram Nazir e pelo menos outras dez pessoas, que estavam no local. De acordo com os agentes, outros dois braços direitos foram mortos na ação.

Alamgir Bitani/Reuters
O lider tribal Mullah Nazir foi morto em um ataque no noroeste do Paquistão, segundo autoridades locais

O líder taleban havia assinado um acordo de paz com o governo paquistanês em 2007, em que se comprometeu a não atacar militares e funcionários estatais. Isso o fez se desentender com o líder dos insurgentes no vizinho Waziristão do Norte, Hafiz Gul Bahadur.

Apesar da oposição da liderança do grupo armado, ele cumpriu o acordo nos últimos seis anos, mas manteve ações contra militares americanos. Ele escapou no mês passado de um ataque suicida contra seu grupo. Após o incidente, ele advertiu a tribo rival Mehsud a evitar visitas ao Waiziristão do Sul.

As duas regiões são conhecidas por abrigar células do Taleban que dão apoio à luta da vertente afegã do grupo armado, a qual combate as tropas americanas desde 2001.

Nos últimos anos, Washington tem usado aviões não tripulados para tentar minar a influência desses grupos, apesar da irritação do governo paquistanês, que acusa os americanos de violar a soberania territorial do país.

Por outro lado, o Pentágono afirma que as ações são a forma mais efetiva de combater os grupos e diz que o número de civis mortos é raro.

Mais cedo, outras quatro pessoas morreram em outro ataque de uma aeronave americana na cidade de Mir Ali, no Waiziristão do Norte. O míssil disparado pelo aparelho atingiu um veículo que, segundo autoridades locais, era de insurgentes.