BESSA GRILL
Início » Nacionais » Ministro diz que violência no Paraná é chocante, mas MEC não pode interferir

Ministro diz que violência no Paraná é chocante, mas MEC não pode interferir

O ministério da Educação, Renato Janine Ribeiro, faz apelo para negociação entre governo estadual e professores

30/04/2015 15:21

 

O ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro, chamou de chocantes as cenas de violência contra os professores do Paraná, mas disse que o Ministério da Educação (MEC) não pode interferir no confronto entre docentes e o governo estadual.

032t1ak3z6v3aj6yed9ixpua2Antonio Cruz/ABr
“Os Estados são autônomos, cada um deles tem sua carreira, cada um deles tem sua política salarial e o ministério não está capacitado tecnicamente nem é autorizado legal e constitucionalmente para interferir nessa situação”, afirmou o ministro em entrevista ao iG nesta quinta-feira (30).
Janine disse que a União não pode tomar o lugar de Estados ou municípios em negociações salariais por conta do pacto federativo.

Sobre a manifestação de quarta-feira (29) em Curitiba, em que mais de 200 pessoas saíram feridas após confronto com a Polícia Militar, o ministro considerou chocantes as cenas. “As cenas de ontem são chocantes, com professores feridos. A violência não tem valor educacional, ao contrário, a violência é o contrário da educação.”

Janine rejeitou a possibilidade de participar da negociação entre professores e governo estadual, mas pediu para que haja negociação. “Agora nós apelamos para que as autoridades do Paraná negociem para que não haja mais greve”.

Veja imagens do protesto dos professores no Paraná

www.reporteriedoferreira.com  Por Ig