BESSA GRILL
Início » Nacionais » Carreta bate de frente com ônibus e 5 pessoas morrem carbonizadas em MT

Carreta bate de frente com ônibus e 5 pessoas morrem carbonizadas em MT

Acidente ocorreu nesta terça-feira (17), na BR-364, em Jangada. Morreram o motorista do ônibus, 3 passageiros e o condutor da carreta.

18/03/2015 04:39

 

onibus_pega_fogo_jangada2_620Ônibus transportava 38 passageiros, além do motorista, segundo a PRF (Foto: Kelly Martins/G1 MT)

Cinco pessoas morreram carbonizadas em um grave acidente envolvendo um ônibus e uma carreta, na BR-364, próximo ao município de Jangada, distante 82 km de Cuiabá. Entre as vítimas estavam o motorista do ônibus, que seguia de Cuiabá para a cidade de Guarantã do Norte, três passageiros e o condutor da carreta, que transportava caroços de algodão, segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF).

A cidade de Guarantã do Norte fica a 721 km da capital, e a tragédia ocorreu uma hora depois do embarque em Cuiabá, por volta das 17h10 [horário local] desta terça-feira (17). Porém, as informações só foram oficializadas as 22h, quando o último corpo foi retirado do ônibus e a equipe do Corpo de Bombeiros iniciou a remoção dos dois veículos da pista, no km 483.

De acordo com a PRF, testemunhas relataram que o condutor da carreta perdeu o controle do veículo no momento em que chovia forte na região, fazendo com que a pista ficasse escorregadia. Na ocasião, o motorista invadiu a pista contrária e bateu de frente com o ônibus, quando houve uma explosão. “Os passageiros tiveram que quebrar as janelas para conseguir sair do ônibus antes das chamas tomarem conta do veículo. Tivemos relatos também de que um dos passageiros não conseguiu soltar o cinto de segurança e acabou morrendo carbonizado”, relatou ao G1 o agente Sandro Renzetti.

Passageiros embarcaram em Cuiabá com destino a Guarantã do Norte (Foto: Kelly Martins/G1 MT)

Ele informou que no ônibus estavam 38 passageiros, sendo que mais da metade foi encaminhada para os prontos-socorros de Cuiabá e de Várzea Grande, região metropolitana, alguns em estado grave. Os nomes das vítimas não foram divulgados e os corpos levados para o Instituto Médico Legal (IML) da capital. A fumaça por conta da explosão podia ser vista de longe e chamou a atenção dos motoristas que percorriam a estrada.

Logo após o acidente o trecho foi interditado pela PRF e até as 23h, o congestionamento era de 16 km nos dois sentidos. A  previsão é que a rodovia seja liberada na madrugada desta quarta-feira (18). Dois caminhões do Corpo de Bombeiros, além de carros auxiliares ajudaram no combate ao fogo.

onibus_fogo_jangada_620Motorista da carreta teria invadido a pista contrária durante forte chuva (Foto: Kelly Martins/G1 MT)

O caminhoneiro Ataíde Silva, de 42 anos, seguia atrás do ônibus quando ocorreu a colisão frontal e quase foi atingido. “Ainda bem que consegui parar a tempo e o fogo não atingiu minha carreta”, declarou. Ele contou que ajudou a socorrer os passageiros e a retirá-los do ônibus antes que o fogo se alastrasse. “Foi terrível. Muitas pessoas desesperadas. Eu trabalho há muitos anos na estrada e nunca tinha presenciado uma tragédia dessa”, avaliou.

O policial rodoviário federal Sandro Renzetti relatou que o trecho onde ocorreu o acidente, a 12 km de Jangada, é perigoso e ponto crítico para colisões. “Não tem acostamento, a pista é muito lisa, alguns buracos também contribuem, quando o motorista tenta desviar deles na pista contrária acabam batendo”, observou.

www.reporteriedoferreira.com  G1