BESSA GRILL
Início » Esportes » Vasco faz reunião por Dedé, evita pressa e fala em ‘excelente negócio’

Vasco faz reunião por Dedé, evita pressa e fala em ‘excelente negócio’

9/04/2013 13:43

Eliminado do Campeonato Carioca, o Vasco vê o assunto Dedé dominar os bastidores dia após dia. A venda do zagueiro é inevitável e o Corinthians aparece como principal candidato para contar com os serviços do atual capitão cruzmaltino. A diretoria agendou uma reunião para a tarde desta terça-feira com o objetivo de discutir o futebol do clube e definir os termos para a negociação do defensor.

O encontro contará com as presenças do presidente Roberto Dinamite, do diretor técnico Ricardo Gomes, do diretor geral Cristiano Koehler, do técnico Paulo Autuori e do diretor de futebol René Simões. O último concedeu entrevista coletiva e minimizou a pressa em negociar Dedé antes de 30 de junho. O objetivo do clube é a garantia de um “excelente negócio” para as partes envolvidas.

Precisamos falar a mesma língua. Definir o que o Vasco deseja em torno disso. Teremos uma reunião e um dos termos será o Dedé. O prazo é junho e não precisamos nos precipitar. Temos que ouvir e fazer um excelente negócio. Nada está partindo do Vasco. As pessoas que procuram o clube e escutamos todos”, afirmou o dirigente.

As declarações de Ubiraci Cardoso, empresário do jogador, dando conta de que a saída do Vasco é inevitável, foram encaradas com naturalidade por René Simões. O cartola reconheceu as dificuldades financeiras em São Januário. Além do Corinthians, existem mais dois clubes brasileiros interessados no atleta. O Cruzeiro é um deles.

  • Marcelo Sadio/ site oficial do VascoO zagueiro Dedé parece cada vez mais próximo do Corinthians. Além do início das tratativas envolvendo Vasco e empresários do jogador, dois fatores contribuem para o acerto com o clube paulista. O capitão cruzmaltino deseja permanecer no Brasil até a Copa do Mundo de 2014 e o grupo DIS acena com a possibilidade de auxiliar o atual campeão mundial na transação. Inicialmente, o Vasco pretende negociar o camisa 26 com o futebol do exterior. Porém, Dedé e seus empresários firmaram posição. O defensor só quer deixar o país após a disputa da Copa do Mundo de 2014. Até lá, o plano de carreira contempla a exposição no futebol brasileiro e convocações para a seleção de Luiz Felipe Scolari. Como o Cruzmaltino está eliminado do Campeonato Carioca e tem apenas cinco jogos no Campeonato Brasileiro antes da pausa para a Copa das Confederações, o adeus de Dedé ao clube de São Januário deve acontecer antes da previsão de 30 de junho.

“As declarações são corretas. Como poderia ter cinco milhões de euros (cerca de R$ 13 milhões) para adquirir a outra metade do Dedé. Isso não é possível. Não vemos essa perspectiva. O jogador tem o direito de querer ficar no Brasil, mas existem clubes absolutamente poderosos que desejam contar com o seu futebol. Vamos aguardar. Temos problemas de salários para resolver. Sabemos que ou o Vasco paga a DIS ou vende o jogador. Não vejo um clube mais importante do que o outro e temos mais de dois times interessados no Brasil”, encerrou.

O provável destino de Dedé é o Corinthians, que deve contar com o auxílio do grupo DIS para contratar o camisa 26 de São Januário. Detentor de 45% dos direitos do jogador, o Vasco espera lucrar o máximo possível com a transferência para quitar salários, dívidas e reforçar o elenco. O clube de São Januário não abre mão do valor estipulado em contrato – 10 milhões de euros (cerca de R$ 26 milhões). No entanto, a possibilidade de receber parte da quantia e incluir jogadores na transferência é cogitada pelos dirigentes.

Do uol.