BESSA GRILL
Início » Esportes » René Simões: ‘O Vasco quer e está pronto para receber o Pedrinho’

René Simões: ‘O Vasco quer e está pronto para receber o Pedrinho’

Diretoria já procurou o jogador, que ficou de pensar a respeito

15/01/2013 02:49

vasco(pedrinho)

 

O que era para ser o fim, pode ter sido um começo. Ou melhor, um recomeço. Pedrinho entrou em campo diante do Ajax (HOL), no último domingo, na vitória do Vasco por 1 a 0, para se despedir. Mas foi surpreendido por pedidos de “fica”, não somente da torcida. A diretoria já teve uma conversa inicial com o meia e deixou claro que está disposta a colocar todo seu estafe à disposição. Balançado, o craque ficou de pensar.

Para que Pedrinho se sinta à vontade para retornar, René Simões quer traçar um planejamento para ele. Por isso, antes de voltar aos gramados, o jogador, que está com 35 anos, teria reuniões com a psicóloga do clube, Maria Helena, com fisiologistas e preparadores físicos, além do próprio Ricardo Gomes.

– Pedrinho tem condições de voltar a jogar profissionalmente?

– O Vasco quer e está pronto para receber o Pedrinho. Após o jogo, conversei com ele, falei para que fosse para casa, pensasse e fiquei de ligar novamente terça-feira, talvez quarta. Vamos fazer algo que ele nunca teve: um planejamento para o ano. O Pedrinho teria reunião com a psicóloga, com a preparação física, fisiologia, com a parte técnica. Veríamos como e quando poderia atuar, tudo muito bem feito. Ele ainda tem muito a contribuir – revelou René.

Pela parte técnica, Pedrinho está aprovado desde a última quinta-feira, quando fez um treino coletivo ao lado do grupo, em Pinheiral. Ricardo Gomes ficou mais do que satisfeito com sua atuação e tentou convencê-lo a ficar no time. O próprio jogador, porém, achou que os atletas vascaínos deram uma colher de chá. Por isso, ficou balançado somente após o jogo contra o Ajax, com a certeza de que ninguém tirou o pé. Fisicamente, sabe que está apto.

– Por mim, está aprovado desde quinta-feira. Fez um excelente treino com o time. Tem condições. Estou indo para Pinheiral. René e Roberto tentarão conversar com ele. Eu quero – garantiu Gomes, logo na manhã desta segunda-feira.

Na última semana, em entrevista coletiva, Pedrinho deu a entender que o lado psicológico seria o maior entrave para aceitar um retorno aos gramados. Lembrou que sofreu muito com seguidas lesões, por isso, preferia não ficar criando ilusões sobre isso. Mas, com tanta gente querendo, e sem esconder a vontade de ajudar mais um pouco o clube de coração, tudo pode mudar…

 

Lancenet