BESSA GRILL
Início » Esportes » Pouco sono, gritos para acordar time e testes: a volta Bernardinho à quadra

Pouco sono, gritos para acordar time e testes: a volta Bernardinho à quadra

4/07/2015 02:41

A noite que antecedeu o retorno à lateral da quadra foi longa. Não pregou o olho antes das 3h da manhã e quatro horas depois já estava de pé. Culpa do fuso, que ainda fazia efeito depois da longa viagem de volta da Austrália. Bernardinho brigou com o sono, o primeiro adversário de sua quinta-feira. O segundo seria a Itália. Depois de cumprir 10 jogos de suspensão, imposta pela Federação Internacional (FIVB), o técnico brincava ao dizer que daria muitos berros quando estivesse liberado. O primeiro deles só precisou ser dado no segundo set, na tentativa de acordar a seleção, que a essa altura cometia erros em sequência. Gritou, orientou, viu o Brasil se recuperar, vencer a parcial e também a partida. Nesta sexta, continuará a fazer testes para definir os 14 jogadores que atuarão na fase final da Liga Mundial. A última partida da fase de classificação será novamente no ginásio Aecim Tocantins, em Cuiabá, às 14h (de Brasília). fup20150702469
– Eu dei alguns berros, mas virei para o outro lado (brinca). Foi uma vitória importante, mas nos faz questionar como podemos melhorar um pouco mais. E também porque teremos definições a fazer brevemente sobre os 14 (três cortes serão feitos). Neste momento, EUA e Polônia e Irã atuam num nível um pouco superior. Estamos nessa briga, as finais serão interessantes porque teremos seis equipes de altíssimo nível e espero que o Brasil continue a crescer. Sobre a volta, ter acompanhado numa posição de análise de fora me fez pensar coisas para o desenvolvimento da equipe. Tenho crônicas escritas de relatos das partidas. A punição, nunca na história deste país ou deste esporte, vi uma assim. Houve momentos em que me senti humilhado, mas não vão conseguir me derrubar dessa maneira. A gente volta trabalhando. Bernardinho é uma equipe de pessoas buscando um objetivo – disse.
Bernadinho volta a dirigir o Brasil na quadra com vitória contra Itália (Foto: Gilmar Ramos / Ag. Estado)
No próximo jogo contra os italianos, o técnico pretende manter a base, mas avaliará caso a caso para evitar problemas físicos. Por ser o anfitrião, o Brasil (líder do Grupo A) já está classificado para a etapa decisiva, que será disputada de 15 a 19 de julho, no Rio de Janeiro. O palco será o Maracanãzinho, que também abrigará os torneios de vôlei masculino e feminino durante os Jogos Olímpicos de 2016.
– Vamos mexer alguma coisa, avaliar questões físicas até em função da viagem (de 32 horas) que fizemos, do calor de Cuiabá, para não correr riscos. Faremos alguns testes, algumas mudanças no posicionamento da equipe. Depois teremos 10 dias de preparação para as finais.

thecointoss
Bruninho no cara ou coroa antes de a partida começar (Foto: Divulgação / FIVB)
Aniversariante do dia, Bruninho diz que o time pecou um pouco no ataque na segunda parcial, e desperdiçou alguns contra-ataques. Mas destacou como ponto favorável a melhorar no saque, que vinha oscilando demais. O levantador elogiou também o comprometimento do grupo, que está de olho no décimo título. A última vez que a seleção esteve no alto do pódio na competição foi na edição de 2010.
– O Brasil se difere de qualquer seleção pela qualidade do elenco todo e não só de sete titulares. A gente está sempre se ajudando e a disputa por posições é sadia, faz todo mundo crescer.  Estamos pensando fisicamente na fase final, que é o nosso grande objetivo. Apesar de termos saído de uma temperatura abaixo de 10 graus na Austrália, encontramos 30 aqui, sentimos um pouco, mas estamos acostumados e nos hidratamos bem. A vitória foi um bom presente de aniversário, mas espero um melhor mais para frente – sorriu.
Ver Bernardinho novamente em quadra foi motivo de satisfação para o filho e capitão do time.

– Ele é diferente do Rubinho. Existe um equilíbrio entre eles. Acho que ele voltou até tranquilo, segurou um pouco (risos). Existem partidas nas quais, em algum momento, ele vai estourar mais. Mas estamos acostumados e isso é pelo bem.
01OS JOGOS DO BRASIL

29/05 – Brasil 3 x 2 Sérvia – Belo Horizonte
31/05 – Brasil 3 x 1 Sérvia – Belo Horizonte
05/06 – Brasil 3 x 1 Austrália – São Bernardo do Campo
07/06 – Brasil 3 x 0 Austrália – São Bernardo do Campo
12/06 – Sérvia 3 x 2 Brasil – Novi Sad
14/06 – Sérvia 2 x 3 Brasil – Belgrado
19/06 – Itália 3 x 2 Brasil – Roma
21/06 – Itália 0 x 3 Brasil – Florença
27/06 – Austrália 1 x 3 Brasil – Sydney
28/06 – Austrália 0 x 3 Brasil – Sydney
02/07 – Brasil 3 x 0 Itália – Cuiabá
03/07 – Brasil x Itália – Cuiabá

www.reporteriedoferreira.com Por Glogoesporte