BESSA GRILL
Início » Esportes » Patrocinadores pedem saída de Blatter da Fifa, mas advogado diz que ele fica

Patrocinadores pedem saída de Blatter da Fifa, mas advogado diz que ele fica

14/10/2015 03:44

 

5bqxhpxn1rlzzlj0k8nfqcf7cGetty ImagesBlatter e os ganhos da Fifa estão sob investigação

Investigado pela Justiça suíça, o presidente da Fifa, Joseph Blatter, está sob pressão. Nesta sexta-feira, alguns dos principais patrocinadores da entidade fizeram um pedido formal para que o suíço se afaste do cargo “pelo bem do futebol”.

A Coca-Cola e o McDonald’s emitiram comunicados apoiando a saída imediata de Blatter da presidência. A fabricante de refrigerantes disse que a “reputação e a imagem da Fifa ficam mais manchadas a cada dia”.

Leia também: Platini é testemunha e acusado em inquérito, diz procurador

“Para o bem do jogo, a Companhia Coca-Cola está pedindo ao presidente da Fifa, Joseph Blatter, que se demita imediatamente para que o processo de reforma possa começar com credibilidade o mais rápido possível. A Fifa precisa de uma reforma ampla e urgente, que só pode ser realizada com uma abordagem verdadeiramente independente”, escreveu a companhia. Já a rede de fast food afirmou que a renúncia imediata de Blatter seria “pelo melhor do futebol”.

A Budweiser e a Visa, também patrocinadoras da entidade, engrossaram o pedido das duas companhias pela saída do suíço.

Os advogados de Blatter, porém, negam qualquer possibilidade de ele deixar o cargo agora. Também por meio de comunicado, eles disseram que a saída de Blatter “não é o melhor para os interesses da Fifa”.

Processo
“Ainda que a Coca-Cola seja um patrocinador muito importante para a Fifa, o senhor Blatter respeitavelmente discorda da sua posição e acredita firmemente que deixar o cargo agora não é o melhor para os interesses da Fifa. Não servirá para avançar o processo de reforma da entidade e, portanto, ele não vai renunciar”.

Apesar de estar sendo investigado pela Justiça suíça – ele está sendo processado por gestão fraudulenta e suspeita de apropriação indébita, incluindo um suposto pagamento ilegal de cerca de US$ 2 milhões ao presidente da Uefa, Michel Platini -, Blatter nega ter cometido qualquer irregularidade à frente da Fifa.

Ele foi reeleito em maio em meio ao maior escândalo de corrupção da história da entidade, que incluiu prisões de alguns de seus principais membros pelo FBI. Pouco depois, Blatter chegou a anunciar sua renúncia, mas que só deixaria o cargo em fevereiro de 2016. Ele está há 17 anos à frente da entidade.

Última eleição da Fifa teve protestos:

www.reporteriedoferreira.com Por Ig