BESSA GRILL
Início » Esportes » Nosman acredita que assinatura em petição do Treze por intervenção é falsa

Nosman acredita que assinatura em petição do Treze por intervenção é falsa

12/08/2018 18:48

O atual presidente da Federação Paraibana de Futebol (FPF), suspenso por 60 dias pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), Nosman Barreiro, colocou em xeque a legitimidade da petição do Treze que requereu uma nova intervenção na FPF. De acordo com o dirigente, há uma perícia realizada no Rio de Janeiro que afirma que a assinatura do presidente do Galo da Borborema, Juarez Lourenço, que subscreve o documento, é falsa.

A petição formulada pelo Treze foi a base para que o presidente do STJD, Paulo César Salomão, decidisse pela nova intervenção na FPF, já que com a suspensão temporária de Nosman Barreiro, a entidade ficou sem ninguém para comandar os trabalhos administrativos. O tribunal nomeou o auditor do STJD João Bosco Luz como novo interventor e o dirigente já está trabalhando desde a última quarta-feira na Paraíba.

 

Petição do Treze foi acatada pelo STJD que determinou nova intervenção na FPF (Foto: Reprodução)Petição do Treze foi acatada pelo STJD que determinou nova intervenção na FPF (Foto: Reprodução)

Petição do Treze foi acatada pelo STJD que determinou nova intervenção na FPF (Foto: Reprodução)

Uma perícia, então, foi solicitada para constatar a veracidade ou não da assinatura do presidente do Treze. De acordo com essa análise técnica, realizada pelo perito Marcelo Carneiro de Souza, a assinatura do mandatário do Galo da Borborema é falsa. Para Nosman, está claro que o STJD foi induzido ao erro e que a intervenção não pode mais continuar na FPF.

– Eu fiquei sabendo disso através da imprensa, vi algumas notícias. E eu acho que não tem dúvidas sobre essa falsificação. Se o Treze fez isso, ele tem que se defender. Mas meus advogados já estão sabendo desses fatos e vão juntar isso no pedido de efeito suspensivo, para que eu possa voltar à presidência e seguir nesse caminho de, junto com a CBF, moralizar o futebol paraibano – comentou Nosman.

O perito responsável pelo parecer técnico, Marcelo Carneiro de Souza, que revelou que a solicitação da perícia foi feita por Ricardo Carneiro Magliano. Nosman Barreiro negou conhecer o solicitante.

 

Conclusão da perícia (Foto: Reprodução)Conclusão da perícia (Foto: Reprodução)

Conclusão da perícia (Foto: Reprodução)

A reportagem teve acesso à íntegra do parecer realizado por Marcelo, que é perito Extrajudicial e Judicial cadastrado no Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ) e Tribunal Regional do Trabalho do Rio de Janeiro (TRT-RJ). Em seu parecer, o perito afirma que as assinaturas de Juarez Lourenço na petição eram falsas. Para chegar a essa conclusão, Marcelo comparou o documento enviado ao STJD e a ata de posse de Juarez Lourenço como presidente do Treze, datada de 9 de novembro de 2016.

– O documento objeto da perícia foi protocolado em 3 de agosto e o padrão de confronto datado de 9 de novembro de 2016, o seja, gestos gráficos contemporâneos, sendo humanamente impossível, sob a ótica da grafotecnia, tantas divergências; o que vem a ratificar ainda mais a conclusão deste perito – escreveu, Marcelo, em seu parecer.

 

Perito explica onde há divergências nas assinaturas bem semelhantes dos dois documentos diferentes (Foto: Reprodução)Perito explica onde há divergências nas assinaturas bem semelhantes dos dois documentos diferentes (Foto: Reprodução)

Perito explica onde há divergências nas assinaturas bem semelhantes dos dois documentos diferentes (Foto: Reprodução)